Olá amores, tudo bem?

Hoje trago para vocês a resenha do livro Gaian - O Reinício do autor parceiro Cláudio Almeida.

"O mistério é uma força surpreendente, instigante e fantástica"


SINOPSE: Gaian, o reinício é uma fantasia épica e narrará os últimos acontecimentos da Sétima Era daquele mundo que revelaram o nascimento de uma guerra, a queda do grandioso Reino do Norte e o reaparecimento dos guerreiros sagrados - um grupo destinado a combater o mal que trará, a cada povo de Gaian, desespero, dor, pavor e morte, e deseja acima de tudo a destruição. Quais escolhas devem ser feitas? O que importará mais? A força ou a sabedoria? Quais serão os caminhos dos guerreiros sagrados diante dos desafios? Haverá ainda espaço nas almas para a esperança?


Gaian é dividida em 6 Reinos: Reino do Norte, Reino do Oeste, Reino do Deserto, Reino Bárbaro, Reino do Leste e Reino do Sul. Nos últimos 10.000 mil anos, Gaian foi assolada pela paz e prosperidade, já não existiam resquícios das grandes guerras ocorridas séculos atrás.
A Terceira Grande Guerra estava predestinada a ocorrer e junto com ela voltariam os Guerreiros Sagrados que protegeriam seu povo do grande mal.

Quando a calma assolava o Reino do Norte, o mal resolveu aparecer, ele surgiu através dos irmãos Thane Farkan (articulador da Guerra), Cypron Farkan e Krone Farkan. O rei Kreyvous Oman revoltado por não conseguir ativar os poderes da Espada Austral resolve se rebelar contra o seu próprio povo e se juntar com o lado do mal.
Assim, o Reino do Norte foi o primeiro a ser assolado pela tristeza, miséria e dor causadas pela Terceira Grande Guerra.

O Reino do Norte foi completamente destruído. Bravos guerreiros lutaram e grandes perdas aconteceram. Mas como a profecia já anunciava, os Guerreiros Sagrados surgiram. 
O primeiro deles, foi Arffek Vokam. O Arffek lutou bravamente junto com a sua esposa, Erion, para impedir que os comandantes da guerra se apossassem do Reino do Norte, mas sua luta foi em vão. Como ele não conhecia os poderes ganhos por ser um Guerreiro Sagrado muito pouco ele pode fazer e Erion acabou falecendo. Com isto, Arffek mudou, passou a nutrir um forte ódio no seu peito, desejando a vingança a todo custo. Ele passou a usar a Espada Austral como aliada para a sua vingança.
A outra guerreira também surgiu no Reino do Norte ela era Brisrar Faihten. Ao contrário de Arffek, Brisrar não levou consigo o ódio, ela busca apenas a paz, tanto para ela, quanto para seu povo.

"Um ódio nascido da traição e fortalecido pela perda"


Enquanto isso em Arinon (cidade fundada pelos moradores do Reino do Norte), a tranquilidade, felicidade e paz reinavam na pequena cidade. Era tempo de colheita e o povo estava transbordando alegria, pois essa era a época mais importante para a cidade. No entanto, o líder da cidade, Ehlen Holar vinha tendo sonhos aterrorizantes sobre uma guerra. O mesmo decidiu reunir o Conselho da cidade para discutir este assunto. Muito foi discutido e pouca ação  foi tomada, pois os conselheiros não acreditavam nos sonhos de seu líder.

Muitas surpresas e lutas preencheram as páginas de Gaian. O autor soube dosar cada sentimento aos personagens de forma leve e mesmo retratando algo que a primeira vista é tão violento, a leitura flui de forma saudável. O leitor não consegue largar as páginas e o enredo só faz o desejo aumentar.
Devo ressaltar que a edição ajuda o vício, pois o livro está lindo. As páginas são todas personalizadas e a cada capítulo temos uma imagem para retratar e uma frase marcante que abre o capítulo.
O livro ainda possui apêndices que ajudam muito no entendimento da obra. Os apêndices contém: os nomes de todos os personagens citados, as magias usadas (efeitos), os nomes das cidades e as informações de como Gaian surgiu e dos reinos.

"Cativas meu coração e terás o maior dos aliados, cultivas minha raiva e terás o pior dos inimigos"



Durante a leitura, várias reflexões surgem para o leitor. As angústias que tormentam os personagens ficam na mente e a todo instante nos perguntamos: o que faríamos se estivéssemos nesta situação?
A guerra muda as pessoas, mas o amor também não pode mudar? Vale se entregar ao ódio e ao desejo de vingança? As minhas escolhas afetarão só a mim? O perdão deve ser dado à pessoas inescrupulosas?

Os Guerreiros Sagrados serão testados a todo instante. Seus medos, anseios e desejos serão colocados a xeque e não basta apenas querer ser um guerreiro, é necessário se fazer um guerreiro. E como tudo na vida a mudança começa de dentro para ser refletida por fora.


Obrigada Cláudio por me permitir entrar no mundo de Gaian e me surpreender de uma forma inexplicável! O livro entrou no meu top 5 do ano, ganhando 5 estrelas e sendo favoritado. Eu anseio a continuação arduamente, pois preciso saber o que acontecerá e o que aconteceu a certos guerreiros.


Livro: Gaian, O Reinício
Autor: Claúdio Almeida
Páginas: 335
Editora: Novo Século



Beijinhos da Gnoma!



6 Comentários

  1. Achei a capa maravilhosa 😍😍😍

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente é maravilhosa! E por dentro é muito mais perfeito, a edição é linda 😍

      Excluir
  2. Oi Alice, tudo bem?
    Acompanhei você lendo Gaian pelo snap, e estava ansiosa pela resenha, que por sinal ficou maravilhosa.
    Adoro livros com ação, e pelo jeito não vai faltar nessa história.
    Gostei muito de você citar que o autor soube dosar os personagens, acho isso fundamental
    Há e eu amooo livro com apêndices, me sinto mais na história, sabendo alguns detalhes extras.
    Parabéns pela resenha.

    Ps: Não achei o lugar para seguir o blog :/
    Mas adorei aqui
    Beijos ♥
    Lost Words

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Estou seguindo você também, amei seu blog ♥
      E fico feliz que tenha gostado da resenha, seu comentário é muito importante para mim!

      Excluir