Olá leitores,


Realizei a primeira entrevista do blog com a Amanda Reznor autora de Delenda & o Vale dos Segredos. Tem resenha do livro no blog, quem quiser ler CLIQUE AQUI e fique por dentro de todos os mistérios existentes no Vale dos Segredos!

Entrevistada: Amanda Reznor
Livro publicado: Delenda & o Vale dos Segredos



Biografia: Amanda Reznor registra estórias desde que aprendeu a escrever. É autora do livro Delenda & o Vale dos Segredos, publicado pela Madras, e também apaixonada por toda forma de arte, cultivando o canto, a dança, o desenho, a pintura, o teatro, a composição musical e a fotografia. É também mãe de dois filhos, pós-graduada em Jogos Digitais e mestranda em Gestão e Desenvolvimento da Educação Profissional.
Atuou em filmes de produção recente (2015/2016), como Cipriana Gótica, do diretor Claudio Andrade e roteirista Lala Lopes, para o qual também colaborou com parte da trilha sonora com a música Death Instead. Colabora com a produção do roteiro Fêmeas, de Michelle Palma, e tem diversos contos e poemas publicados, sendo colunista da Revista DIVAS desde o início, quando suas matérias falavam sobre Sonhos e Mapa Astral.

Contatos da Autora: 
Facebook: https://www.facebook.com/amandareznor?fref=ts
E-mail: amandareznor@hotmail.com
Blog: http://amanda-reznor.blogspot.com


Entrevista:

1- Olá Amanda, tudo bem? Primeiramente, obrigada pela entrevista. Para alguém que não conhece o "Delenda & o Vale dos Segredos", o que você falaria inicialmente sobre o livro?
Resposta: Primeiramente, eu que agradeço pela oportunidade!! *---* s2
Para quem ainda não conhece o Delenda, eu diria que é uma ótima opção para quem gosta daquela sensação de arrepio ao ouvir histórias assombradas ao redor da fogueira, de tentar desvendar um mistério com a própria lógica, e se surpreender por descobrir que era tudo diferente do que você imaginava ao final!

2- De onde surgiu o desejo pela escrita?
Resposta: Eu comecei a escrever quando tinha entre 7, 8 anos, e duas coisas me incentivaram: primeiro, a separação dos meus pais, que me fez voltar um olhar diferenciado para o mundo, e escrever ajudava a me afastar daquela situação; segundo, o início da produção das fábulas na escola, que me rendeu elogios da professora e, sendo o que eu "de melhor sabia fazer" na sala, achei que aquele era o meu talento, e fui em frente! Com 10 anos eu escrevia muitos poemas e comecei a escrita do meu primeiro livrinho, o "Mirela, a Moska", que era sobre uma menina que um dia acordava e havia virado um inseto, e começava a descrever a sociedade sob sua nova perspectiva. Infelizmente eu perdi a maioria das minhas produções, e só depois de voltar para São Paulo, em 2005, foi que eu consegui manter um ritmo, descobrindo os concursos literários em 2010.

3- Além da escrita de fábulas na escola, você também era uma leitura assídua? Conte um pouquinho da sua história com a leitura e que influência a mesma teve na sua vida.
Resposta: Sim, eu sempre gostei de ler histórias em quadrinhos e almanaques, mas foi depois da Bienal do Livro de SP de 1996, quando minha mãe voltou cheia de livros para casa, que eu comecei a pegar gosto pela leitura. Na mesma época eu também fui sorteada e ganhei um livrinho em um evento da escola, e eu gostava de ficar na Biblioteca folheando livros de Ciências. Com 10 anos eu comecei a ler livros maiores e alguns clássicos, como a Volta ao Mundo em 80 dias, do Júlio Verne, e Ciranda de Pedra, da Lygia Fagundes Telles, que é minha autora favorita até hoje. Aos 12 anos, com a explosão do primeiro volume de Harry Potter (e a Pedra Filosofal), eu formalizei de vez a minha paixão pela leitura! =D

4- Você citou a Lygia Fagundes Telles como sua autora favorita, mas quais outros autores você admira e te inspiraram/inspiram?
Resposta: Eu também admiro e me inspiro em Machado de Assis, Lima Barreto, J. K. Rowling, Allan Poe, HP Lovecraft, Stephen King, Anne Rice e, bem, acredito que toda leitura sempre nos engrandeça como escritor, ampliando nossos vocabulário e horizontes, incrementando nosso estilo e permitindo que estejamos em constante evolução!

5- Voltando a falar um pouco sobre Delenda. Como surgiu a ideia/criação de um universo tão particular? 
Resposta: Eu não tive uma inspiração específica para o Delenda, na verdade era mais como um lugar para o qual eu queria "escapar" e emoções que eu queria viver. Na época eu estava morando no Mato Grosso, por isso o ambiente de lá influenciou bastante a paisagem que eu imaginava, e as pessoas com quem eu convivia também me serviram de inspiração para criar as personagens. Mas só fui completar a história em 2010, 5 anos depois de ter retornado para São Paulo, e então fui apenas criando um enredo que respondesse a todos aqueles mistérios que eu criei no começo do livro, e que ainda não tinham resposta. Atualmente, meu processo para o Castelformia é outro - estou estruturando o livro antes de escrevê-lo, para poder me guiar melhor e não deixar pontas soltas!

6- A Cláudia Blaise é uma personagem corajosa e determinada. Acho que os leitores de Delenda, pelo menos eu, desejam ter um pouco da personalidade e força dela. Como é ter uma personagem inspirando tantas jovens? Você se enxerga nela?
Resposta: Eu acho que é uma alegria, e também uma grande responsabilidade! Eu vejo a Cláudia como uma parte de mim, as indecisões, falar o que pensa, ser meio impulsiva às vezes... Na verdade isso tudo faz parte da minha personalidade, embora a Cláudia tenha outras características que são só dela, e eu vou dar uma dica para que reparem melhor na Greta e na Anna-Luce, porque elas, juntamente à Cláudia, irão formar um triângulo e... Bem, sem mais por enquanto!! Haha

7- Opaaaaa! Você citou a Greta e a Anna-Luce, alguns dos seus personagens é um espelho de alguém que você conhece? 
Resposta: Na verdade, a Greta seria a protagonista do passado da história do Vale dos Segredos, que ainda não foi contada, e as três protagonistas, Cláudia, Greta e Anna-Luce, carregam um pedaço de mim; mas, além disso, há um segredo maior, e esse só será revelado bem lá adiante, para aumentar o suspense (risos)!

8- Os segredos só aumentam e minha curiosidade de leitora se aguça cada vez mais hahaha O que você pode contar para nós sobre Castelformia?
Resposta: Hahaha mas isso é bom!! xD Ao menos, fico feliz que os leitores estejam ansiosos pelas próximas revelações (risos). Então, o Castelformia irá se passar 100 anos após o Delenda. O mundo 
estará totalmente diferente, sob governança de um único partido (a G.U.), com um Centro Mundial rico e abastado, mas as regiões vão se tornando empobrecidas e menos populosas quando se caminha em direção aos extremos Norte e Sul. O Vale dos Segredos está quase no Grande Extremo Norte, e Anna-Luce vive em Lâmpien, aos pés da Montanha Média, uma cidade de área rural, mais pobre e sem os recursos tecnológicos das capitais centrais. Eis que uma grande mudança está para ser operada na vida de Anna, e nós iremos acompanhá-la em uma aventura interdimensional... E, sim, Cláudia ainda irá aparecer,a partir do exato momento em que ela deixa o hospital, com Maurício!

9- Castelformia tem tudo para surpreender os leitores, essas informações já me deixam mais ansiosa para a leitura. Você já tem uma previsão para o lançamento do livro? Como é ser uma autora em um país que pouco valoriza os seus escritores e disponibiliza pouco (nenhum, na maioria dos casos) recurso para incentivar a literatura?
Resposta: Eu ainda estou escrevendo e pretendo finalizar esse volume (o da Ordem de Omnia) até outubro, e acredito que entrará no cronograma de publicação da Madras de 2017, mas preciso do retorno deles, então ainda não é 100% certeza! Além disso, estamos trabalhando em ilustrações exclusivas com o Humberto Brando Jr, e vai ficar muito bonito!! Realmente não é fácil ser autor, tanto no Brasil quanto em outros países, imagino; publicar um livro tem que antes ser uma expressão pura de amor pela arte e pela mensagem que se quer passar, e não uma forma de se obter sucesso e enriquecimento; por isso, se você escreve sem criar a expectativa de algo maior e com o entendimento de que "tudo o que vier é lucro", tem mais chance de ver boas oportunidades e seguir adiante no mercado. Agora criar ilusões e o desejo de um retorno rápido é o primeiro passo para o fracasso dos autores iniciantes!
Ilustração de Billo, uma criatura do escuso (onde ica o vilarejo de Castelformia) e que pertence ao gênero dos Goblins, sendo também um ser interdimensional com poderes de se tornar invisível e viajar entre mundo, motivos pelos quais é muito usado como espião!

10- Você entrou na discussão de um assunto importante. Hoje em dia, vemos muitas pessoas publicando livros apenas para obter um recurso financeiro, a arte ficando em segundo plano. Há uma febre de livros de "youtubers" e eles de certa formam acabam incentivando a leitura, mas o conteúdo da obra é muitas vezes superficial. Qual a sua opinião sobre isto? Você sente que o público alvo das publicações mudou? 
Resposta: Então, isso é basicamente a aplicação de marketing transmídia, assim como o livro que vira filme, depois jogo etc, e isso não é errado, e nem vai mudar o público, na minha opinião - até porque, é uma questão de demanda - só existe procura quando o consumidor deseja adquirir o produto. Por isso é difícil encaixar arte e mercado, embora não seja impossível - no ramo literário, o bom autor deve também ser empreendedor, procurando unir as tendências ao seu trabalho, sem, contudo, destruir a essência da sua arte. Existe o produto que é puramente comercial, e existe aquele que tem valor maior, por isso que essas modinhas tendem a desaparecer da memória depois do período da febre, enquanto que boas obras, como os clássicos ou, para falar de algo mais moderno, a série da J. K. Rowling, perduram por eternidades. Daí quem escolhe a preferência - ser um estouro momentâneo ou um pedaço da história - é o próprio artista!

11- Eu apostaria que a sua obra ganhará o prestígio que merece na hora certa, seu trabalho é bem fundamentado e com toda uma pesquisa por trás. Como é o seu contato com os seus leitores? Eles pedem conselhos em relação a escrita? O que você sugeriria para alguém que deseja começar a escrever?
Resposta: Agradeço pelo seu prestígio, sua opinião é muito valiosa para mim!!! Eu não consigo atender a todas as mensagens, infelizmente, mas mantenho o grupo de leitura pelo Whats e procuro responder a todos, sempre que possível, ainda que demore! Meus leitores costumam sim me procurar para pedir dicas de escrita, e para quem deseja começar a escrever o meu conselho inicial é que mantenha um ritmo de treino, meia hora por dia é o suficiente; que sempre releia o que escreveu, de forma crítica, e peça a outras pessoas próximas para ler e dizer o que acharam, sem medo de ouvir que está ruim. Só prestando atenção aos nossos erros é que poderemos evoluir na escrita, e, claro, devemos lembrar de que não estamos escrevendo para nós mesmos, e sim para outras pessoas - portanto devemos imaginar se qualquer outra pessoa que lesse o texto chegaria ao mesmo entendimento que você quis passar, o que nem sempre é fácil, já que pode haver muitos erros de "tradução". O bom autor também é bom leitor, então não seja preguiçoso e leia sobre tudo, principalmente os clássicos, porque eles fornecem uma base que solidifica e aprimora a nossa gramática, vocabulário e raciocínio lógico!


12- Infelizmente chegamos ao fim ( ahhhhh :/ ) Queria agradecer pela entrevista, pelo tempo e carinho que você disponibilizou para responder cada pergunta. Que recado final você gostaria de deixar para os seus fãs e futuros leitores?
Resposta: Simmmm =( Mas fiquei muito feliz por participar e me diverti respondendo às perguntas!! Eu quero dizer aos leitores que agradeço pela paciência de aguardarem o Castelformia e por estarem continuamente me apoiando e incentivando! O nosso país só tende a melhorar se continuarmos lendo muito!!! \o/

x- x- x

Espero que vocês tenham apreciado a entrevista! E logo mais tem outros autores pintando por aqui!


Beijinhos da Alice

11 Comentários

  1. Que demais!! Mto obrigada pelo espaço aqui, Alice 😍😍😍

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada você pelo carinho ❤��

      Excluir
    2. Adorei a entrevista ....muito bom saber mais sobre vc e suas maravilhosas obras 😍

      Excluir
    3. Adorei a entrevista ....muito bom saber mais sobre vc e suas maravilhosas obras 😍

      Excluir
  2. A Amanda é um amooor <3
    Que entrevista linda, estou super ansiosa para ler Castelformia, aposto que vou amar tanto quanto Delenda <3
    Beijos!
    Lost Words

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Aline 😍
      Também estou super ansiosa para Castelformia, vai ser mais um favoritado, certeza ❤

      Beijoos!!

      Excluir
    2. muito obrigada, Aline!! Estou caprichando pra vcs gostarem, mesmo!!!! *---* <3

      Excluir
  3. Oii Alice, boa tarde!
    Ameii a entrevista, amei conhecer um pouco sobre a Amanda, amo ler entrevistas pois posso conhecer mais os escritores, bjs!

    Refúgio Da Ju

    ResponderExcluir
  4. Adorei a entrevista Lice ...suas perguntas foram bem originais e precisas ...perguntando exatamente aqui que.nós leitores gostaríamos de saber ❤❤❤ parabéns 😉

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que satisfação em ler suas palavras. Extremamente gratificante!
      Obrigada pelas palavras Jaque. Beijoooos!!!

      Excluir