Heyyy amores, tudo bem?

"O Inverno que não acabou" do parceiro Adriano de Andrade  é um livro de contos que transpassa o terror psicológico, afetando o leitor, que sente-se acuado, com medo e reflete sobre tantas histórias reais e ao mesmo tempo fantasiosas, misteriosas.

O Inverno que não acabou e outros contos
Autor: Adriano de Andrade
Páginas/Ano de Publicação: 144/2015
Editora: Novo Século
Nota: 💙💙💙💙



"O que eu realmente queria era deixar meu passado em algum lugar, distante e guardado, para que ninguém mexesse nele, como se isso fosse possível"


  
SINOPSE: Um homem lutando contra as suas – amargas – lembranças; um psicopata oculto perturbando sua vítima em um cenário obscuro; dois mundos distintos que seguem caminhos paralelos e quase se cruzam; um erotismo imaginário preenchido com sofrimento alheio; o sonho perdido de uma criança e o vício na vida de um gênio. Elementos que compõem as narrativas curtas deste livro; uma seleção de contos para colocar suas sensações à flor da pele. Em um universo que percorre diferentes cenários relacionados às aflições que cercam o indivíduo, O inverno que não acabou e outros contos revela a eterna alternância dos sentimentos que resumem a esperança e a descrença na atitude humana. 

"As marcas que você carrega revelam o quanto você foi útil na vida de muita gente"

Não costumo ler muitos livros de contos, mas ultimamente tem sido o estilo que mais leio e estou muito grata com cada leitura, pois sempre me trazem algo novo e me fazem refletir sobre a vida, meu psicológico e minhas ações.

Em "O inverno que não acabou e outros contos" a satisfação não foi diferente. Cada conto prende o leitor, lhe deixa com receio e angústias. O trabalho do autor é incansavelmente maravilhoso, conseguimos sentir a mensagem que foi desejada ser passada na escrita.

Os contos envolvem terror, amor, decepção, ódio e principalmente medo, medo do amanhã, medo do agora, medo dos sentimentos. Narrado em poucas páginas, o autor consegue fazer o mais difícil, convencer com uma boa história em algumas linhas. Algo que me instigou, é o fato das histórias serem narradas por homens, seja uma criança ou idoso, e esta visão do mundo é bem peculiar.

"Precisava tirar meu coração daquele ostracismo depois que invadiram a minha vida e saquearam o meu amor"

     
Temos um conto que narra o nascimento de uma vida pela percepção do bebê, já outro narra a morte. Um conto narra a separação dos pais e um final trágico. Outro mostra um adolescente que desde sua infância é obrigado a presenciar as discussões dos seus pais. O livro tem muitos relatos sobre a família, como ela influencia a vida das pessoas e pode traumatizar e mudar completamente a vida de alguém.
Alguns contos mexeram em minhas feridas, feridas construídas na infância e que hoje reluto para esquecê-las.

O último conto "Mineiro que não perde trem" é o mais engraçado, gargalhei com a história dos maridos que perderam o avião estando no próprio aeroporto :o
Os 4 contos intitulados como "Faltou-me" são os mais surpreendentes pela emoção da narrativa. Espetacular!
Porém o conto que mexeu com as minhas entranhas foi "A maçaneta negra", pois é profundo e seu final deixa o leitor perplexo, que não possue uma imagem nítida do que pode ter ocorrido ou de como ocorreu, criamos nossa própria versão do final.

Muitos contos não possuem um final claro ou óbvio e isto é o que agrada o leitor. Devo confessar que certos finais me decepcionaram, não pela escrita, mas pela minha expectativa. 

"Nenhum pesadelo é tão ruim que os olhos não o façam piorar"

  
Resumindo, "O Inverno que não acabou e outros contos" pode te fazer chorar, sorrir, sentir medo e simplesmente odiar o escuro. Depois desse livro, um casal pode ter mais significados, a vida pode ganhar mais cores e o medo pode ganhar mais vida. Nem todas as mágoas ficarão guardadas para sempre e nem toda omissão permanecerá por tanto tempo escondida. O mal pode ser mais mal e o bem pode não ser tão bom assim!

"Naquele momento, havia descoberto o diagnóstico para a sua desgraça: um 'tumor maligno' que seu coração partido criou. E isso se cura com amor-próprio"

Obrigada Adriano pela oportunidade!! 


Redes Sociais do Autor:

Links de Compra:
Saraiva (Na Promoção, por Apenas 9,90) 




Beijinhos da Lice  

16 Comentários

  1. Não costumo ler livros de contos mas confesso que gostei muito desse! Resenha maravilhosa.

    Apaixonaadosporlivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também não costumava ler, mas tenho lido uns que mme fascinaram. Super recomendo!!!

      Excluir
  2. Esse livro parece ótimo!

    https://bibliotecadeopinioes.wordpress.com

    ResponderExcluir
  3. oi tudo bem?

    gostei muito da premissa desse livro, me chamou atenção pela realidade abordada
    nos contos, sua resenha esta ótima beijos

    Taynara Mello | Indicar Livros
    www.indicarlivros.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oii, tudo ótimo e com você?

      Realmente ele aborda a realidade da forma nua e crua, de forma leve e ao mesmo tempo atormentada!!

      Beijooos!!

      Excluir
  4. Que livro legaaal! 😍😍 Eu me interessei muito, já quero para as proximas leituras 💕💕

    Beijooos!
    Bibliotecamosoficial.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Amei tua resenha e já li a obra, é incrível e surpreendente.
    Art of life and Books

    ResponderExcluir
  6. Oi Alice!

    Que bacana sua pareceria! Eu gosto bastante de contos. Gostei da dica!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu não tinha o hábito de ler contos, mas todos que tenho lido, tenho me apaixonado <3

      Excluir
  7. Nossa, esse livro já entrou para minha lista de desejados, gosto muito de ler contos kkk ❤️ Amei a resenha *-*

    www.poraodalara.blogspot.com

    ResponderExcluir
  8. Já tinha ouvido falar do livro, gostei da sua resenha e do blog, seguindo.

    Visite: https://carpediemmica.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir