Oi, gente!

A resenha de hoje é sobre “Sonata em Punk Rock” escrito pela Baby Dewet. Eu estava há tempos atrás desse livro.

“Sonata em Punk Rock" é a história de Valentina Gontcharov (eu, a pessoa com sobrenome russo, tive que olhar o nome no livro), autodidata e dona de um ouvido absoluto. Filha única de mãe solteira, de classe média, meio estilo Harry Potter, meio Mia Thermopolis, meio Percy Jackson, ela descobre que tinha um legado inesperado. Que seu pai, então ausente, um famoso violinista, está disposto a pagar uma escola caríssima para ela. Esta seria a única oportunidade que “Tim”, como prefere ser chamada, teria na vida de ir para a academia de música Margareth Vilela, em Vilela, cidade da música. E claro, ela passará por vários obstáculos, inclusive a barreira que ela mesma impõe à música clássica, para aprender e se encaixar naquele lugar, enquanto aguenta o peso do nome, e a admiração que sentem por ela muitas vezes vir do homem que ela mal conheceu, e não considera pacas.

A escrita da Babi Dewet é muito gráfica e dinâmica. Me fez virar as páginas rápido, e terminar de ler no mesmo dia. O tema já foi revisitado, a questão de um/uma escolhido/a  relutante, que se vê em uma situação de aprendizado, em um lugar diferente, e recebe armas, mentores e aliados, para cumprir a sua missão. É trajetória do herói toda.
O que não é uma crítica. As melhores histórias seguem esse caminho: Harry Potter, Senhor dos Anéis. E aqui, temos uma protagonista, que sai em uma aventura para conseguir algo para si mesma: A realização de se tornar a melhor musicista que ela puder.

Gostei muito da construção da Tim. A personagem principal é simpática, achei interessante ela ter seus defeitos (teimosia e ansiedade, por exemplo). Uma coisa digna de nota (ha) na história foi que ela segue uma tendência que tenho visto ultimamente, de personagens femininas, fortes, e que não competem com outras mulheres por um homem.
Talentosa, feminista, fofa. Em pouco tempo, eu já considerava a Valentina uma amiga.

Outro ponto positivo: as músicas. Quase todo livro do gênero Young Adult que eu leio hoje em dia tem a sua própria trilha sonora, geralmente composta por clássicos dos anos 80 e 90, para agradar ao público e criar o clima. Paula Pimenta está aí, que não me deixa mentir.

O diferencial deste é que a trilha sonora, que ao início de cada capítulo reflete o crescimento da Valentina ao longo dos seis meses na academia. Começando com Rock & Roll, da Joan Jett, passa por David Bowie e chega a Concerto para 2 violinos, de Vivaldi, e Sonata para Piano, de Stravinski. Enquanto lia, fui procurando as músicas clássicas da playlist da Tim, e eu, que também tinha um certo preconceito com música clássica, me vi abrindo a mente.

O enredo da história com a Tim se adaptando à escola de música, me remeteu a uma série australiana, totalmente viciante, chamada Dance Academy. Pontos como a rigidez da escola, a luta da personagem para não perder a sua essência, os amigos e as competições de música. Acho que a música clássica também contribuiu para essa associação.

A única coisa que impediu que eu me apaixonasse completamente pelo livro, foi o protagonista masculino, Kim. Eu entendo que ele seja assim por N motivos, pelos traumas que passou, mas, assim como a própria Tim, eu tive muita vontade de dar uns tapas na cara dele. As justificativas encontradas para o comportamento dele não convenceram. Sabe aquela amiga que gosta de um cara mala, abusivo, escroto mesmo, que ninguém suporta, mas todo mundo fica sem graça de alertar a garota, por medo de uma discussão feia? O Kim é o cara. Muitas vezes, eu tive ganas de pegar a Tim pelo ombro, e falar “Migaaaaa esse cara é um encosto. Sai dessa!”. Mas isso sou eu, que tenho pavor de homem que posa de vulnerável mas é incapaz de dizer bom dia pros outros.

Eu imaginei esse ator, enquanto lia.
Jordan Rodrigues, apesar do nome, é australiano.
Ele fez papel de Christian Reed, em Dance Academy, e foi um personagem que me deu tanta raiva quando o Kim. 
Apesar disso, palmas para a Tim (e para a sua criadora, Babi), por não deixar a história girar em torno da relação dela com o “talentoso” pianista Kim. Em certos aspectos, ela era bem madura para tomar decisões. Talvez por ter 18 anos, ao contrário da maior parte das heroínas de livros YA. Mesmo assim, Deus sabe que eu mesma não era tão madura na idade dela. E daí, que a jovem tem dedo podre para escolher homens né? Ninguém é perfeito. 

"Sonata em Punk Rock" é o primeiro volume da série Cidade da Música. O final me deixou ansiosa pelo próximo.

Livro: Sonata em Punk Rock
Autora: Babi Dewet
Gênero: Young Adult 
Número de Páginas: 300
Editora: Gutenberg
Classificação: 

(Tirei uma nota por causa do Kim)





Beijinhos da Lari

81 Comentários

  1. Adorei! Super me interessei!

    www.umasonhadoraweb.wordpress.com

    ResponderExcluir
  2. Olá. Eu gostei muito da maneira como você escreve e gostei da sua opinião.
    Mas, essa história não conseguiu me deixar com os olhos arregalados e com o coração batendo forte com aquela vontade de ler o livro.
    Beijos.

    meumundosecreto

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Entāo, era um risco que eu corria rsrs. Até porque eu tenho um conpromisso comigo mesma para ser sincera, e muitos também estão em dúvida para ver se vale a pena, eu escrevo o que achei, com apenas duas preocupações em mente: o leitor do blog, que pode estar atrás do livro, e eu falar que foi legal mas não o melhor livro que já li. E a própria autora. Não vou esculhambar um livro que ela demorou meses para escrever. Tenho esse respeito pelo trabalho del!)a. Mas não vou dizer que amei um livro que não amei. :-) bjosss

      Excluir
  3. Parece beeeeem legal essa história, acho que é aquele livro leve né!
    Beijos
    BlogCarolNM
    FanPage

    ResponderExcluir
  4. Hahahahaha adoreeei a sua resenha! Muito sincera. Ri com o "não é culpa dela ter dedo pobre pra homem". Eu tô doida por esse livro desde o lançamento. Vivo rodando o skoob em busca de troca, mas tá difícil kkkkk conheço a Babi da época das fanfics e do seu romance de estreia Sábado à noite, e imagino que Sonata em punk seja igualmente maravilhoso. Já começa pela capa, né, que é um arraso. Adorei saber mais um pouco sobre a história da Tim e vou me preparar pra não surtar de nervoso com esse Kim aí

    xx Carol
    http://caverna-literaria.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A capa é mesmo linda. A primeira vez que peguei o livro nas mãos, depois de meses tentando achá-lo, fiquei muito feliz. Tentei não dar spoilers. E sou sincera mesmo. Como disse em outro comentário, tenho vocês leitores em mente ao escrever, mas também fico pensando no escritor, e se eu odiasse o livro, talvez não fizesse uma resenha aqui. Como escritora, fico mal de desrespeitar um livro, de falar mal de algo que a pessoa demorou tanto a fazer. Bjossss

      Excluir
  5. Faz um tempo que estou interessada em ler este livro, mas me desanima um pouco o fato do personagem masculino ser do jeito que você falou. Estou enjoada de ler livros onde não gosto do romance por causa do personagem masculino.
    Mas, não custa nada dar uma chance para a história, não é? Posso me surpreender!

    Beijos!
    Magia é Sonhar

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo plenamente contigo. Quando eu faço um comentário positivo sobre algo que li/assisti, continua sendo a minha opinião. Talvez você não fique incomodada com o Kim como eu fiquei. E também, o livro não é ruim. Tem vários pontos que eu gostei. Se quiser ler, vá em frente :-)

      Excluir
  6. Oi Lari,
    Eu sou apaixonada por literatura nacional, então se você me indicar qualquer um eu já vou olhar com outros olhos. Nesse caso, a Babi é uma autora que não li, mas estou mega animada para conhecer.
    É um dos livros que está no topo da lista de desejados.
    Beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também gosto muito. Principalmente livros do gênero YA, ou NA, que são tantos em inglês, e é un nicho que ainda está crescendo em português. Gosto ainda mais oor retratar a nossa realidade, e não lideres de torcida, bailes e coisas que não fazem necessariamente parte da nossa cultura. Quando tem, blza, me divirto mto com Meg Cabot. Mas essa tal representatividade dá um gostinho especial.

      Excluir
  7. Me interessei muito pelo livro,acho q toda saga de herói tem um pouco das sagas que você mencionou no post,gostei da sua resenha!

    ResponderExcluir
  8. Não sei se o livro seria dos meus preferidos mas, mais uma vez, gostei muito da sua resenha e adoro o seu blog ^^ Que já sigo há um tempão :)
    Beijos

    Pseudo Psicologia Barata

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É aquela coisa. O blog tem dicas e conselhos. Eu procuro ser bastante sincera ao recomendar um livro. É claro que nem colocaria aqui um que eu não gostasse nem um pouco, mas precisei colocar essa ressalva, pra quem for ler e não curtir a ideia do protagonista partido e grosseiro que tem odio do mundo, já saber o que esperar. Bjinhos.

      Excluir
  9. Alice gostei bastante da capa do livro, é bastante divertida, alegre, o livro tem uma leitura leve, gostosa, é uma escrita para adolescentes com muitas informações,gostei muito da forma que a aurora Babi escreveu, anotei a dica do livro bjs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi! Aqui é a Larissa. Sou colaboradora aqui no blog faz três semanas. Mas fico feliz que esteja gostando!!! Bjosss

      Excluir
  10. Oi Lari!
    O livro parece ser muito legal, pena que tem o personagem chato pra atrapalhar. Já adorei a trilha sonora dele.

    Beijos,
    Sora | Meu Jardim de Livros

    ResponderExcluir
  11. Oieeeeee Lari!!!!
    Falar o que de uma resenha assim???
    Só uma palavra: gratidão.
    Parabéns pelas palavras e letras, parabéns pela sinceridade.
    Siiiiim eu valorizo demais isso, primeiro como leitora (já comprei livros indicados como bons e como eram ruins, mesmo levando em consideração que o que uns gostam outros podem não gostar).
    Segundo pelo que há de mais importante: a credibilidade.
    Mas vamos ao livro. Gostei da identificação com a protagonista e a evolução dela na narrativa, também como musicista. Acho que também não gostaria do Kim rsrsrs
    Ser songbook é um ponto positivo 🎶
    Essa capa é mara!!!!
    Tenho o livro em casa, vou ler, mas vou deixar ele no finalzinho da lista
    Excelente fds pra ti
    Bjs Luli
    https://cafecomleituranarede.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Luli. O livro não é ruim. Tanto que eu li até o final, e dei 4 estrelas. Babi Dewet escreve muito bem. Mas realmente esse detalhe me incomodou muito, pessoalmente. Acho que é justamente pelo jeito gráfico de ela escrever, que a relação entre os dois pareceu um tanto unilateral. A garota apaixonada e o cara falar com ela em publico é um sacrificio. As menores coisas que ele fazia, que seriam coisas normais, eram enaltecidas. Eu realmente tive a impressão de que a Tim merecia coisa melhor, como se fosse minha amiga e tivesse um namorado que não fosse legal. Mais do que isso. Como se fosse meu namorado. Será que eu suportaria ficar com uma pessoa assim? Acho que por esse motivo, quando vejo isso retratado em um livro, e não como algo que a protagonista supere, mas banalizado, como se tratar uma mulher bem ao simplesmente falar com ela devesse ser elogiado como se ele tivesse dado flores. Isso é o minimo. E estou vendo uma onda de protagonistas masculinos seguindo essa linha. Christian Grey me vem a mente. Eles fazem as leitoras acreditarem que tudo bem ser tratadas assim. Quando vejo isso, n importa a qualidade da escrita da autora, eu perco a conexao com a historia.

      Excluir
  12. Oi Lari! Eu tenho uita simpatia pela Babi Dewet, apesar de não ter lido nenhum livro dela! rs É que eu acho a autora tão simpática nas redes sociais rsrsrs Espero poder conferir em breve porque livro e música é uma mistura muito boa!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu tbm! Por isso me doeu um pouco dar 4 estrelas pra esse livro. Nem a conheço pessoalmente, mas ela parece ser muito fofa, além de talentosa. E já a vi em outro blog. respondendo a criticas com a maior elegância, simpatia e maturidade. Virou alguém que eu admiro. Bjossss

      Excluir
  13. olá, tudo bem?
    Esse livro me pareceu um amor
    confesso que não conhecia, as fiquei muito interessada pela historia.
    Dica anotada
    Beijos

    ResponderExcluir
  14. Oii Lari
    Ainda não tive nenhum contato com a escrita da Babi mas já sei que geral ama ela. Eu quero muito ler todos os livros dessa autora tão aclamada por várias pessoas e ver se ela toca a mim assim como tocou vocês.
    Boa resenha em
    Beijuh

    ResponderExcluir
  15. Oi Lari, tudo bem?
    Gostei bastante da resenha!
    É super bom quando o livro é tão leve e gostoso que a gente nem sente o tempo passar enquanto lê, né?
    Beijos,

    Priih
    Infinitas Vidas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Basicamente tbm pela curiosidade. Querer saber o q acontece, como terminará. E depois fico com cara de as de paus, por n ter o que ler. ajahaha

      Excluir
  16. Olá, tudo bem?
    Nunca li nada da autora, e agora me arrependo muito, parece uma leitura maravilhosa, pelo menos foi o que senti ao ler a sua resenha.
    Um beijo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom. Eu tento ser bem sincera nas resenhas. Gostei do livro. N foi o mais empolgante nem o mais emocionante, como eu disse o tal do Kim atrapalhou a ligacao, mas fora isso, bacaninha.

      Excluir
  17. Oi! Eu comecei a ler este livro e acabei pausando por conta de outros e ainda não consegui retomar. Eu estava curtindo o romance e toda a parte musical.

    Bom domingo!
    Bjos!!
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu n consigo pausar livros. Simplesmente não consigo. Minha mãe nem me dava livros em epoca de prova, porque ela sabia que eu não estudaria.

      Excluir
  18. Oie
    Eu curti muito este livro, li ele ano passado quando a autora esteve aqui na minha cidade autografando. Estou ansiosa pelo próximo da série.

    Beijinhos
    http://diariodeincentivoaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também. Quero saber o que acontece com a Tim. O final desse foi bom o suficiente.

      Excluir
  19. Oieee
    Não li nenhum livro da autora, mas gostei da resenha!
    Esse ano tenho muitos livros da lista de desejos =)

    ResponderExcluir
  20. Que amorzinho, eu nunca tinha tido interesse nenhum nesse livro (aquelas que julgam o título), mas depois dessa resenha, acho que vou dar uma chancezinha!

    ResponderExcluir
  21. Olá, Larissa!

    Amei a sinceridade que expôs sua opinião sobre o livro. A sinopse já tinha despertado meu interesse, porém sua sinceridade foi o ponto crucial para que eu coloca-se o livro na minha listinha de aquisições para o mês que vem.
    Parabéns pelo blog e irei ler o livro e voltarei para dar a minha opinião mais concreta.

    Beijos Bella Martins

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que gostou. Engraçado é que eu pensei, ao escrever, que correria o risco de desanimar os leitores de pegarem esse livro. Fiquei me sentindo super dividida por essa sinceridade, com medo de prejudicar a autora ehehehhe Que bom que não aconteceu isso

      Excluir
  22. Olá! Que bom que gostou da construção da personagem. Amo personagens fortes. Que máximo que a trilha sonora reflete o crescimento da Valentina. Que pena que você não se apaixonou totalmente pelo livro. Ainda quero ler todos os livros da Baby Dewet.

    ResponderExcluir
  23. Gostei da premissa do livro, parece ser leve, perfeito pra dar uma aliviada depois de ler uma distopia ou fantasia sabe. Vou por na minha lista de desejados...
    Beijos

    ResponderExcluir
  24. Oi, Lari. Gostei demais da sua resenha e claro, estou louca para ler esse livro. Não conheço muito bem a autora mas ela recebe muitos elogios pelo blog, então quero muito conferir a escrita e a narrativa dela. Além disso, sou apaixonada por livros com tema relacionado a música, tem coisa melhor?
    Beijo! Leitora Encantada

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É sempre uma boa conhecer, se é.o estilo q vc gosta. Bjossss

      Excluir
  25. OOOOOOOI

    infelizmente eu ainda não tive oportunidade de ler nada da Babi, mas eusempre dou oportunidades a autores nacionais <3 Fora que a Babi é famosona, então deve ter um bom motivo pra isso.
    Desde o lançamento, achei essa capa muito linda e curti a sinopse *-* leria sim!

    beijo
    beinghellz.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é. A capa é mesmo linda. Obrigada! Bjosss

      Excluir
  26. Aparentemente é uma história bem leve, algo que estou precisando atualmente rs e se tem música já super me interessei rs Não tinha visto esse livro ainda e já quero pra mim rs

    ResponderExcluir
  27. Oi, Lari!
    Eu não estava muito a fim de ler esse livro, mas quando vi bem ali clássicos dos anos 80 e 90 fui conquistada!
    Beijos
    Balaio de Babados
    Promoção Quatro Anos de Minhas Escrituras

    ResponderExcluir
  28. Oi Lary, tudo bem?

    Já tinha ouvido falar do livro, mas nunca procurado saber muito a respeito dele sabe?! Fiquei em dúvida se gostaria dele ou não depois da sua resenha haha'

    Gosto de livros em que - mesmo sendo clichê - é uma escolhida que se vê em uma situação nova. Acho muito bacana acompanhar a reviravolta na vida da personagem e o modo como ela tem que crescer por causa das circunstancias! Mas, ao mesmo tempo esse mocinho... fiquei com raivinha dele só por como o descreveu! haha' Sério, sei que os mocinhos um tanto quanto dominadores/ irritados/arrogantes estão em alta, mas eles sempre acabam despertando aquele alerta na minha cabeça para a mocinha correr haha'

    Beijoo! ;*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Foi o mesmo problema q eu tive. N te culpo por se incomodar com isso, pq me incomoda mto tbm. bjosssss

      Excluir
  29. A Sua forma de resenhar é muito boa, coloca muito bem as palavras, quanto ao livro, não sei, acho que não me atraiu muito pelo estilo de leitura. Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Faz parte. Nem todo livro aqui vai agradar a todos ;-)

      Excluir
  30. Oii, tudo bem?

    O começo da sua resenha me lembrou um pouquinho, beeeem pouquinho, Anna e o Beijo Francês, por conta do pai que fica rico e resolve de repente que o filho vai ter uma "educação digna".
    Vi esse livro quando lançou mas pela sinopse achei ele bem adolescente, continuo tendo essa impressão com a resenha e atualmente tô evitando um poucos livros assim. Mas vou deixar anotado para quando quiser ler um romance bem água com açúcar.

    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada. Fiquei com vontsde de ler Anna e o Bjo frances.

      Sim, Sonata em Punk Rock é bem adolescente. Inclusive mencionei isso no genero. bjosssss

      Excluir
  31. Olá!!!

    Vi esse livro na bienal e me apaixonei pela capa, mas infelizmente não comprei e depois dessa sua resenha estou com muita vontade de ler. Preciso comprar agora!!! Adorei a forma que você escreveu.


    Beijos!!

    ResponderExcluir
  32. Gostei da sua resenha, eu que nunca tinha lido um estilo desse, vou ler mais pelo interesse que me despertou quando li sua resenha
    Pareceu interessante o livro

    Beijos
    Rafael

    ResponderExcluir
  33. Embora eu tenha achado interessante o livro, tenho de confessar que esse tipo de história não faz muito a minha cabeça. Mas pela tua resenha parece ser um livro bom, vou anotar o nome, quem sabe um dia eu compre!
    Minda
    Bjs ❤

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É legal. Não foi o melhor da minha vida. Mas deu pra passar bem o tempo.bjossss

      Excluir
  34. Eiiitaaa mas esse Kim,,, rsssss
    Achei super bacana vc postar até sua imaginação de quem seria o Kim!
    Gostei da indicação do livro, pela sua excelente resenha parece ser bem intrigante ! Fiquei curiosa!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada! Fico toda boba qdo recebo elogios assim!!! Bjosssss

      Excluir
  35. Olá!
    Quase comprei esse livro na Bienal, mas desisti na última hora. Nem preciso dizer que eu me arrependi muito disso não é? Acho que as músicas são um ponto muito alto desse livro e fiquei muito curiosa para saber como tudo acontece, pois parece ser uma obra fascinante.
    Dica mega anotada.
    Beijos ♥

    ResponderExcluir
  36. Muito legal sua resenha a maneira que usou para abordar os paramentos da estoria que se passa no livro, porem não seria um livro que escolheria. Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Qual seria o tipo de livro q vc gostaria? :) Bjosss

      Excluir
  37. Oi! Então... eu estou correndo atrás desse livro kkkk quero muito ler :)

    ResponderExcluir
  38. Oie!
    Gosto muito de livros que envolvem o universo de alguma outra arte, principalmente, a música. É praticamente dois em um 😀
    Eu muito em certas partes dá sua resenha, pois conheço pessoas reais que tem o dedo podre pra relacionamentos...Kkkk... É a única explicação...Kkkk
    Beijos!
    Gatita&Cia.

    ResponderExcluir
  39. Olá.
    Eu já tinha ouvido falar deste livro de uma colega da faculdade que adoro os livros da autora e já comprou e leu esse livro, ela adorou e desde então estou louca para ler. Porém eu ainda n tive a oportunidade de ler nenhum livro da autora e poder curtir a leitura.
    Espero que adore o livro assim como você.
    Adorei a resenha foi bastante informativa e sincera.
    Bjsss

    ResponderExcluir
  40. Apesar de não conhecer a autora vou tentar lê-lo 😉

    ResponderExcluir
  41. Olá tudo bem?
    Já tinha ouvido falar desse livro e ele me chamou bastante atenção, espero conseguir ler em breve. O livro parece ter uma pegada bem leve mas do tipo de leitura marcante que prende o leitor e eu adoro obras assim. Com certeza lerei!
    beijinhos

    http://leiturize-se.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  42. Olá... tudo bem??
    Nossa que resenha legal a sua... Eu gosto de música clássica... algumas me fazem viajar, então por isso o livro já conta pontos comigo... eu acho a capa desse livro muito bonita e a sua lembrança com a série Dancy Academy (que amo) foi um pouco que me deixou bem curiosa... Xero!

    ResponderExcluir
  43. Não conhecia o livro e adorei conhece-lo através da sua linda resenha, Alice. Certamente, esta trama vai me conquistar pela trilha sonora, sem falar que os outros livros devem trazer uma trilha bem rica. Também algo que me conquista é a construção a personagem feminina forte.
    Gostei demais da sua resenha.

    Bjo
    Tânia Bueno

    ResponderExcluir
  44. Não conhecia o livro e creio que irei gostar bastante, vou pesquisar mais sobre ele.

    Bjs
    Suka
    http://www.suka-p.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  45. Eu adoro livros que tenham muita música ❤
    Paula Pimenta então, nem se fala hahah
    Vou ler em breve ❤

    ResponderExcluir
  46. Oi Lari!
    Sou muito suspeito pra falar porque amo a escrita da Babi.Sei que não tem nada de brilhante e talz,mas a relação dela com a música e literatura young adult é tão amorzihno que vai nos envolvendo a cada página lida.Amei Sonata Em Punk Rock (aliás esse título é brilhante!).Fui me envolvendo com as músicas (como bom rockeiro hahahahahaha).Mas ainda prefiro a trilogia Sábado à Noite da Babi,já leu?
    Beijos!

    http://livreirocultural.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir