“Olar”, leitores e leitoras queridos

O filme sobre o qual tentarei falar hoje está nos cinemas, então farei o máximo possível para não dar spoilers que o comprometam. Se você é daqueles que tampa os ouvidos e canta “lalala” à menção de qualquer coisa sobre o filme que não seja o título, esteja avisado.

No terceiro volume da franquia Wolverine, Logan é um motorista de limusine em um futuro não muito distante, porém distópico. É 2029, a população dos mutantes debandou, muitos X-men morreram e segundo a exposição do filme, há 20 anos não nasce nenhum mutante, acabando assim com os sonhos do Professor Xavier. Nesse cenário, o próprio professor Xavier é um nonagenário que sofre de uma doença neurológica degenerativa (o que, com o cérebro dele, constitui uma arma de destruição em massa) e o Logan o mantém trancado em uma torre d’água tombada em algum lugar na fronteira com o México, sob os cuidados do Caliban (para aqueles que se ligam em Shakespeare, o X-men albino recebeu esse nome por causa do personagem de “A tempestade”), enquanto procura os remédios de que o professor precisa.

 O próprio Logan também está envelhecido. Com a idade, a sua capacidade de regeneração foi seriamente comprometida, ou seja, seus reflexos já não são tão ágeis, e ele sofre para mostrar as presas de adamantium. Usa até óculos. Ou seja, o Carcaju não está em melhores condições.
Aliás, isso é um Carcaju, ou Wolverine. Fofinho, não?
Nesse cenário nada agradável, surge Gabriela, uma enfermeira que pede a ajuda de Logan para proteger uma menina, Laura e atravessá-las para uma cidade onde estariam em segurança das pessoas que as perseguem. Ela o convence com a promessa de uma soma vultuosa de dinheiro, algo de que ele precisa desesperadamente para comprar os remédios. Porém, quando chega para busca-las, a enfermeira está morta. E, surpresa, Laura é uma mutante criada em laboratório, com o DNA do próprio Wolverine. Ou seja, momento pai e filha awwwwn. Só que não. O Caliban, por sua vez, é sequestrado e mantido refém por suas habilidades de rastreamento de mutantes.

Assim, Logan precisa atravessar a menina em segurança para um Oásis onde outros mutantes coleguinhas dela estão em segurança.
Agora, à crítica.

Não tenho como comparar muito a história com os quadrinhos ou o desenho animado, pois conheço o universo X-Men basicamente dos filmes. E após os eventos de "X-Men dias de um futuro esquecido", a franquia como a conhecíamos foi basicamente anulada.

As atuações de Patrick Stewart e do Hugh Jackman me deixaram emocionada. Velhice tem dessas coisas. Se por um lado é um privilégio chegar a uma certa idade, por outro é uma tortura para os parentes vê-lo tomado por uma doença, e me partiu o coração ver o Logan e o Professor Xavier com a saúde debilitada.

 Em termos de atuação, se antes, quando precisavam dividir a cena com os outros X-Men, os dois já tinham uma química absurda, em “Logan” eu acreditaria que Patrick Stewart e Hugh Jackman são pai e filho na vida real. 
A personagem Laura Kinney, ou X23, é basicamente uma versão live action do Stich, de Lilo e Stich. Criada em laboratório, não fala muito, tem presas e causa muita destruição apesar da cara fofinha. Falar dela não é bem um spoiler, pois ela já existe nos quadrinhos.  

Aliás, a atriz Dafne Keen entrou fácil pro rol dos meus atores mirins favoritos. Pense que a menina teve que ficar calada durante mais da metade do filme, e mesmo assim compareceu com seus olhares, expressão facial e corporal, e gritos selvagens. No entanto, não foi tipo Dakota Fanning em Guerra dos Mundos, podem ficar tranquilos. Tá mais pra uma vibe Eleven, de Stranger Things.
Eu li inclusive que o Patrick Stewart implorou para ela começar a fazer teatro, porque uma atriz de tamanho calibre precisava da energia dos palcos. E, enquanto em um filme um ator tem que trabalhar em uma cena apenas uma vez, no teatro, a mesma história é apresentada por várias noites. Tenho que dizer que o intérprete do Professor Xavier está coberto de razão.

Eu pensei muito se falaria ou não dos Easter Eggs. Os fãs de Marvel que me perdoem, mas pra mim, quando um filme se baseia em quantos Easter Eggs coloca para os telespectadores encontrarem, vira muleta e se torna cansativo e manjado.
Porém, isso não acontece nesse filme. Sim, “Logan” faz várias referências aos quadrinhos e aos filmes antigos para quem é fã desses, mas não fica naquele jogo de “viu isso, viu isso? E aquilo, você viu?” Existe uma relação de intertextualidade clara entre as HQs e o filme, com o próprio Logan dizendo que metade das coisas que retratam nas HQs nem aconteceu daquele jeito. Não chega a ser uma quebra da quarta parede, não como é feito pelo Deadpool, mas foi interessante por trazer os quadrinhos para um patamar de “baseados em fatos reais”. Ou baseado naquela realidade. Isso foi divertido.

Mas é o único momento de diversão. O filme é feito de duros golpes no estômago, trevas e sangue. Muito sangue. A impressão que tive ao sair de lá foi a de ter sido atacada por um X-men, e sobrevivido. No melhor dos sentidos, porque ele foge do caminho normalmente trilhado pela Marvel. Só que precisei desviar os olhos. Quando colocaram a classificação em 16 anos, eles falavam sério. Se em “Deadpool”” a classificação 18 foi por conta das cenas de sexo e da linguagem, (as de violência eu achei beeeem 12 anos) este já está bem mais pesado. 

Uma coisa que fez o enredo não parecer tão original é que, além dos quadrinhos já preverem alguns elementos, me lembrou muito o filme “Filhos da esperança”, com Clive Owen. 
Pense no enredo que escrevi acima, só que sem mutantes. Como em Logan, o filme se passa em um futuro distópico, onde a última criança nascida, 18 anos antes, acaba de morrer. Em um mundo sem crianças, ele é tomado por guerras. Porém, aparece uma grávida, que precisa ser protegida de terroristas e levada a um lugar seguro.
Por isso, se me perguntassem, eu diria que Logan é um filme original, se comparado com os outros filmes de super heróis da Marvel, mas não se comparado a outros filmes de ficção do mesmo tipo.

Ficha técnica: 

Filme: Logan
Estreia: 2 de março de 2017
Duração: 135 minutos
Gênero: Ação, Drama, Ficção Científica
Classificação: Não recomendado para menores de 16 anos (MESMO)


Em uma escala de 1 a 5 Dakotas Fannings irritantes. 








Beijos da Lari

49 Comentários

  1. Oi querida,
    Estou para assistir esse filme essa semana. E foi uma grande surpresa eu ver a sua critica dele...
    Eu não li os quadrinhos, mas assisti todos os filmes e desenhos da série. E posso dizer que fiquei bem tocada com essa cronologia deles, pois nunca entendo onde começa ou onde termina a história de cada personagem (mentira, eu entendi tudo).

    Beijoss, Enjoy Books

    ResponderExcluir
  2. Menina, esse filme parece estar incrível!
    Adoro a franquia dos X men! E adorei o Hugh Jackman ter vindo pro Brasil pra divulgar, uma pena ele estar deixando o papel.
    Adorei a critica!
    Bjs
    http://acolecionadoradehistorias.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Oieeeeee Lari!!!!
    Confesso que sou Marvel maníaca das telonas, já que não li nenhuma HQ, mas amoooooo os filmes e a franquia Wolverine é uma das minhas favoritas.
    Essa pegada distópica sempreeee conquista meu coração, mas eu estou com medinho de ficar olhando para meus queridos Wolverine e prof Xavier nesse contexto de despedida e desidratar de chorar, sou dessas :/
    Enquanto vou me abastecendo de coragem para assistir, vou levar sua indicação e um carcaju fofineo, fofuroso, fofis, fofurice, fofiiiiinho de ser todinho pra mim!!!
    Bjsssss Lari excelente semana pra ti
    Luli
    https://cafecomleituranarede.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sempre demoro mais pra responder os seus comentários super elaborados e caprichados! :-) O filme vale a pena, justamente por n seguir a formulinha marvel. Amei Deadpool e gosto dos Xmen todos e de guardioes da galáxia, mas ta enjoativo pq parece q os filmes só fazem vender os outros (tosse-guerra civil-tosse). Gostei deste justamente por ser triste, por mexer com os meus sentimentos e n tentar ficar colocando piadinhas o tempo todo.

      alias, super queria um carcaju fofineo pra chamar de meu. E quero mto adotar a Laurinha ahahahahaahah

      Excluir
  4. Olá
    Ainda não assisti ao filme por isso não quis ler a resenha, mesmo que ela não tenha spoiler não gosto de ler muito sobre o que ainda vou assistir/ler.
    Assim que assistir ao filme eu volto para ler tudo direitinho.
    Beijuh

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Entendo. Mas nao deixe de voltar quando assistir. Bjosss

      Excluir
  5. Oi, Lari ^^
    Eu estou que não me aguento esperando por esse filme!
    Amo demais os X-Men e Wolverine era um dos que menos gostava mas após saber que esse filme é o último que terá o Hugh e o Patrick como Wolverine e Xavier é impossível não desejar ver o filme! É uma despedida dolorosa!!
    Desde o último filme da franquia X-Men muita coisa do negada e tudo que conhecíamos do mundo mutante foi destruído e depois "apagado", mas esse Logan está na parte destruída, né?
    Era de se esperar que finalmente fizessem os personagens velhos e esse ultimo filme da trilogia Wolverine veio para satisfazer a vontade de alguns fãs (incluindo a minha) pois eles são mutantes, não imortais.
    Só vejo elogios para a Dafne e espero que o futuro dela como atriz seja espetacular após esse filme! Que apareça logo em Stranger Things para ter um choque de gigantes!!! Kkkk
    Adorei a sua análise, não soltou nenhum spoiler e eu agradeço demais por isso! É muito difícil tentar ler uma crítica pois os fãs se animam e revelam aquilo que não devia. Kkk
    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que respeito aqui é a palavra chave, então eu fiz o máximo para respeitar os telespectadores, afinal o filme é um dos mais esperados do ano. Agora, sobre a Dafne linda, vou mandar clonar essa garota e adotar o clone. ahahahahaah bjossss

      Excluir
  6. Ainda não assisti o filme, mas vejo muitos falando sobre ele, gosto muito do filme X men, do Wolverine, depois da sua resenha fiquei ainda mais interessada em assistir, abraços.

    ResponderExcluir
  7. Oie amore,
    Não conhecia, e pra ser sincera não me interessou não. O gênero não me atrai, então, dessa vez vou passar a dica.
    Beijokas!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sem problemas. Sempre haverá um tema que não agradará a todos. bjosss

      Excluir
  8. Não conhecia mais parece ser otimos,primeiro eu vou ver para mil não sair falando na de um conceito não formado

    ResponderExcluir
  9. Olá! Eu conheço a história e acompanhei cada pedacinho. Esse final é de emocionar, nisso eu concordo com você.
    Fazer comparações entre o passado e o atual é complicado ambos são excelentes com idades/ épocas diferentes e cada um com seu encanto.
    Amei seu post.
    beijos.

    meumundosecreto

    ResponderExcluir
  10. Também só conheço o universo X-Men basicamente dos filmes (e olhe lá). Nem tinha pensado em assistir esse no cinema, mas agora fiquei tão curiosa que acho que vou! :)

    ResponderExcluir
  11. Olá!
    Então, ainda não assisti o filme, mas estou com muita vontade. O fato de ele não ser tão original comparado a outros filmes do gênero me incomoda muito, visto que vejo muitos filmes desse tipo. Porém, é sempre uma nova descoberta!
    Adorei a forma que você falou do filme e ainda deu uma pitada de humor haha
    Beijos, Lorena

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim. Existe esse aspecto. Mas no todo, valeu a pena.

      Excluir
  12. oi
    Ainda não assisti, mas irei com certeza.
    Já li varias criticas positivas :D sou fã dos X-Mens
    bjo

    ResponderExcluir
  13. Vi várias críticas sobre este filme, tanto positivas quanto negativas... acho que só assistindo pra poder saber se vou gostar ou não, né? Meu amado está louco pra ir ver...

    ResponderExcluir
  14. Eu vi e fiquei de queixo caido, superou minhas expectativas. Achei muito engraçado vendo a situação do Wolverine e do Xavier, muito diferentes.

    ResponderExcluir
  15. Adorei sua resenha, ainda não vi, mas enquanto lia sua resenha lembrei mesmo de Filhos da Esperança antes de vê que comparou justamente com ele!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Filhos da esperança é o meu filme distópico preferido.

      Excluir
  16. Minhas amigas choraram... eu queria tanto, mas tanto que no final do filme tivessem créditos... fiquei no final e nada. Muito bom e digno de um adeus ao Logan.

    ResponderExcluir
  17. Meu Odin, adoray tua escala, hahahaha.
    Eu particularmente ainda não vi Logan porque metade dos meus amigos odiaram e como falaram muito mal do filme, eu fui deixando de lado. Porém não resisti e comprei os ingressos para ver sábado agora e já vou me preparando para prestar atenção nos easter eggs que comentaste porque né, Marvel quando quer "cagar" um filme, ela caga. Temos o exemplo claramente expresso em Civil War — arrisco dizer que em termos de história e imagem, Batman vs Superman me surpreendeu bastante ano passado — então só em saber que Logan é uma exceção a ser considerada, já fiquei bastante animada. E gente, essa Laura é muito amorzinho, amo quando o cinema cria personagens femininas tão sanguinolentas quanto os homens. E pera aí, tu disse sangue? Adorón, como fã assídua do mestre Tarantino simplesmente amo filmes que praticamente sangram a tela, hahaha. Gostei da sua sinceridade e amei que citaste Filhos da Esperança. Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Adorei o.comentario!!!Então: Procuro sempre ser sincera, mas ao mesmo tempo não cito aqui filmes/livros que eu tenha odiado. Concordo tanto contigo com relação a civil war. Digamos apenas q eu n falaria desse filme aqui ahahah. Adorei o sotaque. Vc é do Pará?

      Bjosssss

      Excluir
  18. Bem, eu adoro ler a senha para saber um pouco, sabemos que nem tudo está falando sobre os filmes, mas aumenta nossa curiosidade para assistir ao filme depois de ler a resenha.Eu amei saber um pouco sobre o filme Logan, eu vi muitos comentários sobre este filme,mais para elogios do que para as críticas, beijo.

    ResponderExcluir
  19. AAAAAAAAAAAAH, eu tô louca para ver esse filme!
    E pelo que você citou, ele está emocionante e repleto de ação - coisa que eu adoro. Enfim, espero ter a chance de assistir em breve, porque não sei por quanto tempo vou conter os spoiler, asuahsua

    ResponderExcluir
  20. Olá! Achei super engraçada a sua escala Dakota rsrsrs Bom, ainda não assisti, mas o trailer me mostrou que seria um filme que tocaria os fãs. O Logan, Xavier e Magneto são os únicos X-Men que eu gosto. Gostei de saber que ele é cheio de emoções, cenas fortes e que tem uma história vibrante, um final digno para um personagem tão maravilhoso. Beijos!

    ResponderExcluir
  21. Oi! Quero muito assisti, não leio os quadrinhos mas o marido sim, iamgino que asissitir e ver eles envelhencendo seja algo inusitado já que o Logan sempre foi peça chave nos filmes, amei seu post. Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada!!!!! O filme foge mesmo da formulinha xmen. Vc vai gostar. Bjosss

      Excluir
  22. Olá, tudo bem??
    Que bom que curtiu o filme... eu estou com muita vontade de assistir, porque amei os dois primeiros filmes da franquia... e parece que esse apesar de ser mais sangrento ele é mais delicado com questão da idade dele e tudo mais. De qualquer forma, não sei se consigo assistir no cinema, mas eu quero muito! Xero!

    ResponderExcluir
  23. Olá!

    Olha, apesar de eu amar o Hugh, dificilmente verei esse filme, porque filmes de heróis raramente me atraem, sei lá, acho que é questão de gosto mesmo. Mas acredito que seja um ótimo filme...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esse eh o diferencial. N cai na modinha dos filmes de heroi (eu n comentaria sobre guerra civil aqui, por ex.) pode ser q esse te agrade. bjosss

      Excluir
  24. Pra ser sincera eu não tenho muito conhecimento da franquia X-Men, mas eu gosto muito, e estou louca de vontade de assistir Logan, parece ser incrível e ouço falarem tão bem que estou muito afim de ver. Adorei sua resenha, está bem completa <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu assistiria os filmes x men 1 2 e 3 e os da franquia first class antes. Senao n invocará as emocões... bjosss

      Excluir
  25. Oii, tudo bem?

    Não conheço tantos filmes de ação para comparar, eu acabei comparando com o jogo The Last Of Us.
    Mas falando em X-Men, gostei muito. Ficou muito mais adulto, e mais pesado também. Os problemas realmente são problemas e você sente isso. Achei que foi um grande fechamento para o Wolwerine do Hugh Jackman, e gostei demais do filme!

    Beijos

    ResponderExcluir
  26. Não conheço muita coisa sobre os filmes desse universo, mas meu sobrinho adora e, pelo entusiasmo dele, tenho muita vontade de me aventurar por esse caminho, mas ainda não criei coragem para começar.

    Tatiana

    ResponderExcluir