Olá leitores, tudo bem?

Hoje vou falar com vocês sobre "Naomi & Ely e a Lista do Não Beijo". Semana passada estava na Netflix sem saber o que assitir, até que apareceu este filme. Eu já o tinha visto várias vezes no catálogo, mas era bem receosa. Depois de assistir o filme fiquei completamente encantada e logo após descobri a existência do livro, então tratei de lê-lo o quanto antes. E o resultado? Adorei!

Naomy & Ely e a Lista do Não Beijo
Autores: David Levithan e Rachel Cohn
Páginas: 256
Editora: Galera Record
Nota: 💙💙💙💙💙

SINOPSE: Uma análise bem-humorada sobre relacionamentos. Naomi e Ely são amigos inseparáveis desde pequenos. Naomi é irresistível, todos que cruzam seu caminho acabam se apaixonando. Mas ela sempre amou apenas o único cara que não pode ter: seu melhor amigo gay. E Ely é um conquistador barato que gosta de brincar com os sentimentos dos meninos até finalmente conseguir se apaixonar. Para preservar a amizade, criam a lista do não beijo™ — a relação de caras que nenhum dos dois pode beijar em hipótese alguma. A lista do não beijo™ protege a amizade e assegura que nada vá abalar as estruturas da fundação Naomi & Ely. Até que... Ely beija o namorado de Naomi. E quando há amor, amizade e traição envolvidos, a reconciliação pode ser dolorosa e, claro, muito dramática.

Naomi e Ely são vizinhos desde a infância. Com a proximidade também veio a amizade e os dois passaram a ser inseparáveis. Ely é um gay assumido. Naomi uma garota que parece já ter aproveitado tudo em sua vida. A vida e a amizade dos dois parece impenetrável... Mas não é, e os dois descobriram isto da pior forma...

Ely é filho de duas mulheres e a vida inteira lutou para não ser quem era, pois tinha medo da sua sexualidade ser associada ao fato de ter sido criado por duas mulheres. Já Naomi tem pais bem normais, pais que se apaixonaram a primeira vista pela beleza de ambos.
Os problemas dos dois começam com seus pais. O pai de Naomi acaba tendo um caso com uma das mãe de Ely. Isso poderia ser a ruína dos dois, mas ainda não foi.
Os pais de Naomi se separaram, sua mãe entrou em depressão e simplesmente se fechou para o mundo, a menina vivia praticamente sozinha agora. Já as mães de Ely resolveram se dar outra chance e ele era o mediador da relação.

Naomi e Ely eram muito conhecidos no prédio em que moravam, seja por gostarem deles ou por odiarem. Todos sabiam que não existia Naomi sem Ely, ou vice-versa. No prédio, temos Bruce, um garoto apaixonado pela Naomi, ele faz tudo para chamar a atenção dela. Já o porteiro Gabriel, não precisa de muito para chamar a atenção da garota.
"Eu sei que deveria ir embora. Só ir. Porque existe um momento em que um erro se transforma em um grande erro, e eu deveria recobrar os sentidos antes de chegar nesse ponto."
Mas, Gabriel foi colocado na lista de não beijo da Naomi e do Ely. A lista basicamente consiste em caras que não devem ser beijados pelos amigos, alguns caras inantingiveis, já outros bem realistas, como o Gabriel, que além de porteiro noturno, é jogador de basquete a tarde e um futuro cantor de rock de sucesso. 

Naomi atualmente namora Bruce, o segundo. Um garoto com cara de nerd que cursa economia na NYU, mesma universidade da Naomi e do Ely. A relação entre Bruce, o segundo e Naomi, é bem estranha, eles nem parecem realmente um casal. 
E Bruce foi a ruína da amizade de Naomi e Ely... Em uma noite na qual foi procurar Naomi, ele se depara com Ely, que o convida para esperar ela na sua casa. No entanto, as coisas saem de contexto, e Bruce, o segundo e Ely se beijam.
Como pode uma amizade se sustentar com uma traição? Como Ely pode fazer isso com Naomi? O que será dos dois agora?      
"Eu disse que ela nem chegou a colocar o namorado na Lista do Não Beijo. E ela disse “Bem, eu também não coloquei sua avó na lista. Algumas coisas são óbvias.”
Ely e Naomi (filme) 
A primeira coisa que tenho a comentar é que o livro/filme tinha tudo para dar errado, mas não deu. Uma coisa que vocês precisam saber é a seguinte: a Naomi sonha com o Ely, ela esperou a sua vida inteira que ele fosse o primeiro homem da sua vida, ela achou que se casaria com ele. Parece confuso caro leitor, eu sei, mas não é. Os dois possuiam uma relação de muito carinho, viviam se declarando (de uma maneira não tão romântica para Ely) e fazendo planos de onde seria o casamento deles. Para Ely era tudo uma brincadeira, não para Naomi.

O caso, é que Bruce, o segundo, não foi realmente o problema, já que a Naomi nem era apaixonada por ele. O problema nessa história toda é o fato do Ely trair a Naomi, do Ely ficar com o namorado dela, do Ely se apaixonar de verdade pela primeira vez. As fantasias da Naomi vieram por terra.
Tanto no livro, como no filme isso é deixado bem explícito, o sentimento da garota por ele. 
"É besteira achar que amizade e romance são coisas diferentes. Não são. Ambos são apenas variações do mesmo amor. Variações da mesma vontade de estar perto."
No livro, os capítulos são narrados por diferentes pessoas. Temos a Naomi, o Ely, Bruce (primeiro), Bruce (segundo), a Robin (mulher/amiga de Naomi), o Robin (homem), Gabriel e até por uma irmã do Bruce primeiro (que não aparece no filme).
Mesmo com tantas narrações, os autores conseguiram segurar a peteca e é nítido a diferença entre cada narração. Cada personagem possui seu próprio diálogo, que não é nada parecido com os demais. Foi um trabalho realmente minuncioso.
Já no filme, temos apenas a voz da Naomi, com seus próprios conflitos e questionamentos.  

A história gira em torno da relação quebrada entre Naomi e Ely. Mostra como está sendo a superação dos dois e também o sofrimento. O legal no livro é que podemos ver a história dos personagens secundários e assim, temos um panorama bem geral.
Bruce, o segundo, está se descobrindo gay e isso é bem difícil. Ely está descobrindo o amor. Naomi está descobrindo a vida e como ela é dolorosa e bem real. Bruce, o primeiro está descobrindo a não pensar tanto em Naomi. Gabriel está descobrindo como conquistar Naomi.
Naomi e Gabriel
Devo realçar que a adaptação do livro não é perfeita, mas chega bem perto. Como assisti primeiro o filme, ao ler o livro fui reconhecendo cada diálogo e vendo o quanto buscaram ser fiéis a obra. As diferenças são minúsculas. Uma delas é que a Kelly, irmã do Bruce o primeiro, existe apenas no livro e não no filme. Outra diferença são alguns diálogos que foram trocados, pois enquanto no livro temos várias narrações, no filme é apenas uma.
Outra coisa que me incomodou bastante é que a relação da Naomi com o Gabriel é bem mais bonita no filme. No livro, a relação dos dois é algo beirando o lago do gelo, no filme já é algo bem adolescente e que arranca bons suspiros nos telespectadores. 
"Os sentimentos de alegria são fáceis. A felicidade, não. Flertar é fácil. Amar, não. Dizer que você é amigo de alguém é fácil. Ser um amigo de verdade, não"
Os assuntos abordados são muito importantes. Pois, não é nada fácil ser um jovem descobrindo a sua sexualidade, não é fácil perder um amigo de anos e seu único confidente, não é fácil ver a relação de seus pais ruindo, não é fácil ver sua mãe com depressão e não é fácil ser uma completa farsa.
Naomi e Ely estão passando por sua fase mais difícil. Naomi e Ely estão se descobrindo sem o outro. Naomi e Ely estão perdendo a sua amizade.

Não sei definir como terminei esse livro/filme, só sei que chorei em ambos. Chorei porque muitas coisas são bem reias para quem já passou por uma das situações citadas anteriormente. Dói sentir a dor da Naomi. Sinceramente, para mim, o Ely foi um grande filho da mãe babaca. Não importa que a Naomi não gostava do Bruce, ele traiu uma amizade e isso é imperdoável. Confesso que ver o Ely se achando o certo (na maioria do tempo) me deixou bem revoltada, ele é um personagem que você vai amar ou odiar, mas mesmo assim ainda fico com o meio termo.

Naomi & Ely podem te trazer várias perspectivas. Naomi e Ely podem mexer com seus sentimentos, cabem a vocês deixarem isto acontecer. 
"É uma grande mentira dizer que só existe uma pessoa com quem se vai ficar pelo resto da vida. Se tiver sorte - e se esforçar bastante -, sempre haverá mais de uma" 
Beijos da Lice

42 Comentários

  1. Oie
    Não curti ler este livro e fiquei bem decepcionada. Esperava outra coisa sabe, mas a adaptação eu gostei.

    Beijinhos
    http://diariodeincentivoaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Eu não conhecia esse livro e muito menos o filme, mais já quero assistir o filme. Eu achei muito interessante o fato de dois melhores amigos fazerem uma lista de pessoas que eles não podem beijar. Eu adorei a resenha. Bjs!

    http://fabiisanto.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Olá!
    Eu não conhecia (nem o livro e nem o filme). Procurei ele na Netflix e ja tá me esperando kk

    O que mais me chama a atenção nele é a brincadeira que eles fazem, de criar o sonho do casamento... Sendo que pra ela é verdade! Isso já aconteceu comigo hkahskgk não com casamento, mas com planos que eu falava sério enquanto levavam na brincadeira kkk

    Adorei o post!
    Beijos, Lorena

    ResponderExcluir
  4. Hello!
    Não conhecia o livro nem o filme porque eu curto mais gênero de fantasia, ficção científica, ação, terror, mistério ou comédia. Gostei muito da resenha e por ressaltar partes importantes do livro sem revelar muita coisa. E é muito difícil um livro adaptado para filme sair bom, geralmente mudam tudo, eu só curti as adaptações de Harry Potter, Jogos Vorazes ,Senhor dos Anéis e Game Of Thrones.

    ResponderExcluir
  5. Olá, tudo bem?

    Gostei bastante da sua resenha. Não conhecia o livro e nem o filme, vai entrar pra minha lista de desejados. E pergunta, é a Victoria? Já quero! Parabéns pelo post.

    Bjs.
    delineandoestrelasoficial.blogspot.com.br/?m=1

    ResponderExcluir
  6. Oi, Lice!
    Eu tenho trauma do Levithan por isso vou passar longe do livro, mas quero muito assistir o filme. Confuso isso ne? hahahha
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  7. Não conhecia o livro e nem o filme mas pela história é pra ler e se descontrair, a trama parece ser ótima, não tem como não ficar curiosa pela história desses dois. O livro tem os seus pontos delicados, do tipo drama de adolescentes, acho lindo livros que falam sobre amizade, gostei bastante da resenha e de como você conduziu, bjs.

    ResponderExcluir
  8. assisti a um pedaço do filme de maneira bem despretenciosa, não sabia que tinha o livro!

    ResponderExcluir
  9. Oi.
    Primeiramente queria dizer que amei sua resenha, deixou tudo muito bem esclarecido.
    Eu já assisti esse filme há algum tempo e me recordo de ter gostado bastante, principalmente do Ely, que é um personagem extremamente carismático e que me fisgou logo de início. Confesso que até hoje não sou lá muito fã da Naomi, mas entendo o lado dela nessa história.
    Uma coisa que eu gostei bastante foi o fato do Ely ter mães homossexuais, o que abre espaço para debates sobre o quanto ter um casal gay como pais influência na sua sexualidade.

    Beijos
    http://www.mundoinvertido.com/

    ResponderExcluir
  10. Lice, sua resenha está perfeita. Eu também sempre geralmente prefiro ler a obra antes de assistir a adaptação. Gosto de criar pra mim a imagem de cada personagem, mas claro que também já aconteceu o contrário, como foi seu caso. Eu gostei bastante do enredo, parece ser bem divertido e tem também uma pitada de drama, o que eu gosto bastante. Traição de amizade é uma das piores, só vendo pra julgar, mas o filme já está na minha lista.

    *☆* Atraentemente *☆*

    ResponderExcluir
  11. Eita Lice, esse livro/filme é um babado! É uma história que parece surpreender bastante, eu já fiquei super ansiosa lendo a resenha, imagino que será assim acompanhando toda a história!! Gostei de saber que tem na netflix, vou adicionar na minha lista!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  12. Oie! Nossa, assisti esse filme no Netflix totalmente despretenciosa, igual você. Estava lá, eu queria assistir algo leve e coloquei, mesmo com medo de ser ruim. Me surpreendi e muito com o filme, é bem divertido e a atriz principal eu adorava ela na Disney rsrs o filme mostra bem essa amizade e como não existe naomi sem ely mesmo, é bem marcante isso para mim no filme. Agora confesso que fiquei mega curiosa com o livro! Parece ser bem mais completo, até por apresentar diálogos de muitos personagens. Vc tem a visão geral de tudo. E parece bem bacana a forma como fazem isso, onde você não acaba se confundindo. Sentimento de traição é a pior coisa e por isso me identifico muito com a Naomi e sou igual você no meio termo com Ely. Dá uma raivinha, mas é o Ely sabe rsrs. Vou procurar o livro, fiquei muito com vontade de ler, amei a resenha \o/

    ResponderExcluir
  13. Eu já vi algumas vezes esse filme na lista mas nunca cheguei a assistir, adoro esse tipo de história vou dar uma chance ao filme e depois ao livro parabéns pelo trabalho ! Amei a resenha

    ResponderExcluir
  14. Eu já vi algumas vezes esse filme na lista mas nunca cheguei a assistir, adoro esse tipo de história vou dar uma chance ao filme e depois ao livro parabéns pelo trabalho ! Amei a resenha

    ResponderExcluir
  15. Ainda não li esse livro e confesso que não me chamou muito a atenção hahahah geralmente não costumo ler livros desse gênero. A resenha ficou super completa e bem escrita. Parabéns.
    By: Evy | atravesdaescrita.blogspot.com

    ResponderExcluir
  16. Oe, tudo bem?
    Não conhecia nem o livro e nem o filme. A capa do livro é bem bonita <3. A história me chamou bastante atenção, me parecer ser um tanto engraçado, não sei porque kkk. Já adicionei o filme na lista da Netflix, assistirei em breve. Pelo que vi, o filme tem alguns atores conhecidos por mim.
    Adorei sua resenha.
    Até mais o/

    ResponderExcluir
  17. Boa tarde, como vai?
    Confesso que ainda nao conhecia esse livro e nem o filme, mas fiquei encantada já com a capa do livro, sabe aquele que eu compraria só pela beleza? Ate por que como eu já gostei da resenha, concerteza se eu encontrar esse livro compraria. beijos

    ResponderExcluir
  18. Não conhecia nem em livro e nem em filme, mas fiquei presa à leitura do teu resume da história. Muitos sentimentos envolvidos e uma bonita amizade que ficou comprometida por um gesto de pura leviandade (ou talvez não). E seja na amizade, ou no amor, quando a confiança se quebra, dificilmente o relacionamento volta a ser como antes...

    ResponderExcluir
  19. Eu sempre achei que se lesse o livro iria me irritar muito com o Ely. Não consigo entender como alguém trai uma amizade desse jeito.
    Beijos
    Mari
    www.pequenosretalhos.com

    ResponderExcluir
  20. Não conhecia o filme e nem o livro, mas gostei muito e vou ter que assistir ^^
    Bjs ♥

    ResponderExcluir
  21. Olá Alice, tudo bem?
    Menina, eu conheço esse livro, mas não sabia do filme! E ainda está disponível na Netflix né? Gostei muito da história e pretendo conferir o filme. Se eu gostar, me arriscarei a ler o livro também. Pobre Naomi, já sei que não vou gostar desse Ely...
    Beijos!

    ResponderExcluir
  22. Olá, Alice, gostei da sinopse, parece bem divertido. Não conhecia o livro e nem o filme aliás. Bom mesmo! Ótimo entretenimento!

    Com respeito a o conflito central da história, a traição: três palavras: longe de mim! haha

    Até o próximo post!

    ResponderExcluir
  23. Adorei a resenha, quero e preciso ler esse livro, acho que vou odiar o Ely.

    ResponderExcluir
  24. Oi, Alice
    Vou procurar esse filme no Netflix, a história parece ser interessante. Uma boa opção para aqueles momentos que não queremos nos preocupar muito, né.

    Parabéns pelo blog.
    https://sobrecadamomento.blogspot.com

    ResponderExcluir
  25. Não conhecia este filme/livro, histórias assim que despertam a ira eu gosto, fiquei curiosa para saber o final, mesmo sabendo dá traição do melhor amigo. Abraços.

    ResponderExcluir
  26. Olá Alice, tudo bem?
    Amei muito sua resenha , me deu uma super vontade de ler esse livro .

    ResponderExcluir
  27. Me empolguei tanto com a história que nem percebi o post acabando, hahaha. Ely me lembra muito uns amigos que eu tive na época de escola que era uns baita duns fura olho. Sim, amigos. Engana-se que é só a mulher que apronta quando releva que tem crush em alguém. Estar na pele da Naomi deve ser mó barra, ver que o amigo não poderia corresponder suas expectativas e ainda por cima saber que ele pegou o namorado não é fácil, gostando do cara ou não, helloooo era dela. Gostei da resposta dela falando que não colocou a avó dele na lista porque seria algo muito óbvio, haha. Mas o gente, o mundo é cheio de bocas, beijem quantas quiserem, só não furem o olho dos amigos né. Dei uma bisbilhotada no trailer e já previ que vou chorar horrores com ele — sim, estou sensível ultimamente — e quando encontro resenhas tão bem feitas mega me dá vontade de ler/assistir tudo, sério. Amo o modo como fala com a gente, super descontraído e íntimo. Se eu ficar chorona pelo resto da madrugada a culpa vai ser tua, Lice, porque vou só baixar a legenda desse filme e assistir aqui. hahaha. Beijão.

    ResponderExcluir
  28. Apesar de toda sua empolgação para falar do filme, pela temática que ele leva, eu não me interessei muito. Não achei assim tão original, e achei um pouco bobo, desculpe! Mas eu vou assistir esse final de semana para ver se mantenho a minha opinião. Beijinhos!

    Eliziane Dias

    ResponderExcluir
  29. Não conheço nem o livro, nem o filme. Mais deu-me vontade de conhecer, agora não sei por onde começar. Será por o livro ou por o filme, que grade dilema. Gostei da parte da lista entre dois melhores amigos.
    Beijos

    ResponderExcluir
  30. Não cheguei a ler o livro e nem ver a adaptação.
    Mas confesso que agora fiquei curiosa.

    Bjs
    Suka
    http://www.suka-p.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  31. Oie!
    Adorei essa frase: "É besteira achar que amizade e romance são coisas diferentes. Não são. Ambos são apenas variações do mesmo amor. Variações da mesma vontade de estar perto."
    Faz muito tempo que não vejo Netflix e estou totalmente por fora, além deles estarem sempre renovando o acervo o que eu acho o máximo!
    Essas situações de traição são realmente difíceis e a reconciliação pode ser dolorosa mesmo. Quando abrir meu Netflix novamente vou dar uma olhada porque realmente fiquei curiosa! =)

    ResponderExcluir
  32. Não sabia deste livro e nem do filme! Na verdade sua resenha foi ótima, mas fiquei pensando: quanta informação nesta história né? quanta coisa acontecendo ao mesmo tempo.rs!
    E no final a coitada da Naomi, sofrendo todas as consequencias de separação dos pais, traição, perda do seu grande amor.
    Eu fiquei curiosa pra ver o filme!

    ResponderExcluir
  33. Não sabia que tinha o livro, já cheguei a ver o filme, mas não gostei muito não, não é muito minha cara.

    ResponderExcluir
  34. Oie!!! Sua resenha ficou ótima, mas acho que esse livro não é pra mim. Não me chamou muito a atenção! Mas vc tá de parabéns, escreve muito bem!!

    ResponderExcluir
  35. oie, eu nem sabia que esse livro tem adaptação, mas é muito bacana saber que ficou bem feita e que a adaptação foi bem fiel. Gostei de saber que trata de temas importantes como depressão, sexualidade e etc, pois são temas bastante relevantes na adolescência. Não gosto de filmes, mas quem sabe venha a ler o livro.

    ResponderExcluir
  36. Eu sabia da existência do livro, mas não do filme. É realmente chato quando um amigo de confiança quebra essa de forma abrupta. Parece que perdemos meio mundo.Achei legal 2 autores dividindo uma história, mas não gostei disso de vários personagens com o mesmo nome. Sei que não deve ter confundido, só parece falta de criatividade. Vou conferir o filme já que não tenho o livro a mão. bj!

    ResponderExcluir
  37. Sempre vejo esse livro, acho a capa linda, porém nunca comprei, a premissa dele sempre me interessou mas sua resenha é a primeira que leio, gosto de livro assim que deixar mensagem, que mexe com a gente, que coloca coisas reais em uma trama, achei sensacional a forma como descreveu, acho que leria antes do filme. Adorei sua resenha beijos

    ResponderExcluir
  38. Hey!

    Não conhecia nem livro, nem o filme, então fiquei interessada em ler, pra poder ver o filme, rs..
    Adorei a resenha, gosto de livros que tocam na gente e trazem a realidade. Já perdi uma "amiga" de confiança, acredito que irei me identificar com muitas coisas no livro. Dica anotada.

    Bjos.

    ResponderExcluir
  39. Oi Lice tudo bem?
    Eu nem sabia que tinha livro. O filme assisti pela netflix e sinceramente não curti muito, não aguentei nem ver até o final. Então depois que assisto o filme perco o interesse no livro então dessa vez vou deixar a dica passar.

    beijinhos!

    ResponderExcluir
  40. Bom, não conheço o livro e nem o filme. Acho ótimo livros que abordem personagens LGBT de uma forma mais natural, mas com tantos elementos de novelão, acho que não é uma obra que eu leria, ou assistiria. Passo a dica :D
    Abraços

    ResponderExcluir
  41. Oieee, que legal, não conhecia o livro, mas é tão bom quando podemos assistir nosso livro, e conhecendo o autor com certeza vou querer ler mais esse!

    Bjs

    ResponderExcluir
  42. Oii, tudo bom?

    Ja vi o filme e me adorei. O livro está na minha lista da Amazon há muito tempo, mas quero ler ele também. Fico feliz de saber que a adaptação é parecida!

    Beijos

    ResponderExcluir