Olá amores, tudo bem?

A resenha de hoje é de um livro que mexeu profundamente comigo. "Proibido" basicamente relata um incesto entre dois irmãos, então só por isso já dá para perceber que a leitura não é fácil. Apesar de ter um tema muito profundo, o livro consegue ser lindo e mexer profundamente com as emoções do leitor. Uma das melhores leituras do ano até o momento!!!

Proibido 
Autora: Tabitha Suzuma
Páginas: 304
Editora: Valentina
Onde Comprar: Amazon / Submarino / Saraiva
Nota: 💙💙💙💙💙 / Favoritado
SINOPSE:Ela é doce, sensível e extremamente sofrida: tem dezesseis anos, mas a maturidade de uma mulher marcada pelas provações e privações da pobreza, o pulso forte e a têmpera de quem cria os irmãos menores como filhos há anos, e só uma pessoa conhece a mágoa e a abnegação que se escondem por trás de seus tristes olhos azuis.
Ele é brilhante, generoso e altamente responsável: tem dezessete anos, mas a fibra e o senso de dever de um pai de família, lutando contra tudo e contra todos para mantê-la unida, e só uma pessoa conhece a grandeza e a força de caráter que se escondem por trás daqueles intensos olhos verdes.
Eles são irmão e irmã.
Com extrema sutileza psicológica e sensibilidade poética, cenas de inesquecível beleza visual e diálogos de porte dramatúrgico, Suzuma tece uma tapeçaria visceralmente humana, fazendo pouco a pouco aflorar dos fios simples do quotidiano um assombroso mito eterno em toda a sua riqueza, mistério e profundidade.
Lochan é um garoto de 17 anos extremamente tímido e inteligente. Na escola, ele não consegue dizer um simples "olá" para ninguém, ele sofre de um pânico/ansiedade ao tentar falar em público e por isso vive se escondendo-se de todos, seu pilar de sustentação é Maya.
Maya por sua vez é uma menina de 16 anos alegre, popular no colégio, que carrega consigo uma beleza de deixar qualquer um babando. Ela é doce e tem os olhos azuis mais tristes que alguém poderia encontrar.

Lochan e Maya são irmãos, que possuem exatamente 13 meses de diferença de um para o outro. Eles basicamente tem que cuidar da casa e de seus 3 irmãos mais novos (Kit, Tiffin e Willa), pois sua mãe sofre de um sério problema com bebida e a cada dia passa menos tempo em casa.
As coisas começaram a piorar na família, quando o pai dos meninos resolveu ir embora e deixar a mulher e os filhos para trás, ele foi construir outra família. A mãe dos meninos sempre culpou Lochan por ter nascido, ela era muito jovem quando teve o primeiro filho e privou-se de toda sua juventude. Agora, ela quer aproveitar os momentos perdidos e com isso bebe e namora a vontade, comportando-se como uma completa adolescente.
"E de repente me dei conta de que, enquanto eu tivesse Lochan, nada e ninguém jamais poderia me fazer mal"
A vida da família não é nada fácil. Lochan e Maya tem que divide-se nos papéis de casa. Precisam cozinhar, limpar, dar banho nos menores, levar e buscar Tiffin e Willa na escola, e ainda precisam arrancar dinheiro da mãe para as despesas de casa. Basicamente os dois comportam-se como mãe e pai dos garotos. Cuidar de uma família não é fácil quando já somos adultos, agora imagine essa tarefa na mãe de dois adolescentes? 

Aos poucos, Lochan a Maya vão construindo e descobrindo coisas entre os dois. Sentimentos que não são de irmãos, sentimentos que os confundem e os deixam preocupados. Os dois sempre foram melhores amigos, uma espécie de alma gêmea. A garota sempre compreendeu Lochan e ele sempre despertou o melhor em Maya. 
Como lidar com sentimentos tão difíceis? A sociedade seria capaz de entender um sentimento verdadeiro? Como viver com todo esse sentimento preso?
O livro é extremamente lindo! Imagino que muitos de vocês tenham ficado perplexos quando viram que a obra tratava-se de um incesto, mas garanto que não precisam. Antes de qualquer coisa preciso deixar claro que Lochan e Maya são irmãos de sangue, então a autora se arriscou em algo muito polêmico e que deu muito certo.

Os sentimentos de ambos não acontecem de forma vulgar, é algo tão natural, que a todo momento eu me questionava e parafraseava o subtítulo: "Como uma coisa tão errada, pode ser tão certa?
Não tenho uma resposta concreta para essa pergunta, mas posso garantir que a relação de Maya e Lochan soa a todo momento como muito certa. Em muitos momentos da leitura cheguei a esquecer que eles eram irmãos e estava focada apenas no amor que ambos transmitem, um amor tão sincero e ingênuo que chega a doer!
"Porque, no fundo, é o que todos estamos tentando fazer: nos adaptar, de um jeito ou de outro, fingir desesperadamente que somos todos iguais"
Lochan é um garoto que tem a possibilidade de um futuro brilhante. Suas notas na escola são sempre espetaculares. Porém, o jovem tem um problema sério com ansiedade, tendo alguns surtos em momentos que seriam bem normais. Ele encontra apoio e força em Maya, e sempre foi assim, ela é a sua base de sustentação.
Maya é uma menina doce que é bem popular no colégio. Ela está começando a despertar a atenção de alguns garotos, mas ela sabe que não quer relação com nenhum deles, ela sente que Lochan é a sua alma gêmea.

Os irmãos mais novos deles também possuem grande destaque, visto que a maioria das cenas ocorre no ceio familiar. Kit é o irmão do meio, que tem 13 anos e está passando por uma fase super preocupante. A falta do pai está começando a lhe afetar e com isso ele passou a andar com gangues, usar drogas e desrespeitar a autoridade de Lochan, eles vivem em uma briga interna.
Tiffin, um garoto de 9 anos, é apaixonado por jogar bola e ainda não entendeu completamente a ausência da mãe. E Willa é um amor de garota, ela é doce e mesmo com 5 anos tem uma maturidade incrível, algumas cenas dela são de emocionar.
"Juntos, não fazemos mal a ninguém; separados, nós definhamos"
Todos os personagens foram bem construídos e inseridos na trama da melhor maneira. Além da família, poucos personagens aparecem e eles são apenas do núcleo escolar. 
Em nenhum momento consegui me desprender da obra, era como se eu estivesse sendo sugada.
Quem me conhece sabe que adoro temas polêmicos e como uma boa aquariana sempre discordo da maioria das pessoas. Comecei a ler o livro depois de ter lido uma resenha, o tema foi a primeira coisa que me chamou a atenção. Falar sobre incesto não é fácil e conseguir escrever um livro sobre isso sem banalizar a obra é 100 vezes mais difícil.

A autora conseguiu fazer isso. Ela conseguiu colocar emoção no amor entre os irmãos. Eu esperei tanto que eles não fossem irmãos, que alguma coisa bizarra acontecesse e mudasse tudo. Mas, acho que é esse fator que deixa a obra ainda mais magnífica, pois a torna mais dolorosa, mas real de certa forma, pois a vida não é uma fantasia.

A sociedade ainda é muito preconceituosa, a sociedade não está pronta para aceitar e conviver com o amor entre dois irmãos. Maya e Lochan são almas gêmeas e apenas tiveram o azar de nascer na mesma família. O leitor consegue sentir o amor que emana dos dois, o leitor consegue sentir o medo que eles têm, o leitor consegue sentir o pânico no ar. 
"Ele sempre foi tão mais do que apenas um irmão. Ele é minha alma gêmea, meu oxigênio, a razão pela qual espero com ansiedade pelo momento de acordar todos os dias"
Por quê amar alguém pode ser tão errado? Talvez o que eu vá falar aqui ofenda algumas pessoas, mas quero apenas que vocês respeitem a minha opinião, como respeito a de vocês. O amor é um sentimento livre, o amor não escolhe a quem amar, ele simplesmente ama, então porque o amor de Maya e Lochan é tão incompreendido? Não importa se eles são irmãos, não nesta situação. Eles se amam e apenas querem viver este sentimento. Se é consentido, por quê é crime? Para quem não sabe, em Londres, onde o livro é ambientado, o incesto é crime, mesmo sendo consensual. Então os irmãos estavam sendo privados de amar, de sentir algo tão verdadeiro por causa de uma lei completamente besta...

Esse livro me marcou profundamente e me mostrou que o amor pode surgir onde menos se espera. O final não poderia ser mais espetacular e arrebatar a obra com maestria. Confesso que não estava pronta para o final e fui completamente surpreendida.
A leitura é envolvente, a diagramação da obra está impecável e autora foi maravilhosa!
"Como o nosso amor pode ser considerado horrível, quando não estamos fazendo mal a ninguém?"
Lochan e Maya tinham tido para ter uma vida infeliz. Irmãos não podem se amar, não de uma forma romântica. A sociedade é contra, o mundo é contra, mas o coração jamais será contra. Lochan e Maya só possuem um ao outro, eles se sustentam na presença do outro para sobreviver. Eles querem viver o amor que sentem... O amor pode ser visto em um olhar, o amor pode ser demonstrado com um sorriso. O amor não precisa de contato físico quando dois corações estão pulsando na alma. O amor é tão lindo, que até quando ele é "errado", ele é muito certo. O amor pode ser tão doloroso quanto delicioso. O amor precisa ser provado e dois irmãos estão prestes a provar sua força... O Proibido nem sempre é mais gostoso, o Proibido pode dilacerar vidas...
"Nós ainda podemos nos amar [...] Não há leis nem limites para sentimentos"
Beijos da Lice

43 Comentários

  1. Oie
    Já vi muitos comentários sobre este livro, sou curiosa para ler. O enredo é diferente de tudo que eu já li.

    Beijinhos
    http://diariodeincentivoaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Nossa gostei da resenha do livro, eu que não sou muito chegada a livros grandes me interessei nesse livro..parabens sucesso

    ResponderExcluir
  3. Oi, tudo bem? Até que enfim achei uma aquariana que ama tema polêmicos hahahah não conhecia esse livro, fiquei curiosa para ler. Com certeza esse livro vai entrar para minha lista de próximas leituras.

    ResponderExcluir
  4. ola tudo bem ? uma historia de muita emoção , um amor confuso e triste no meu ponto de vista mais é um livro que nós prende... dica reservada. gostei muito da resenha e vou ler
    , pois estou ansiosa para ver onde isso vai dar. bjs sucesso

    ResponderExcluir
  5. Ola, Larissa! tudo bom?
    Já fiz a leitura desse livro e também mexeu muito comigo. Sofri demais o livro todo, me apaixonei pela Maya, pelo Lochan... fiquei com raiva do Kit, fiquei ansiosa vendo a relação deles iniciando e MEU DEUS que final! Chorei muito nessa história. Essa autora simplesmente me destruiu por dentro!
    Otima resenha, querida! Senti as mesmas coisas que voce. beijão, Yasmim.

    Blog: http://literarte.blog.br

    ResponderExcluir
  6. Boa tarde, como vai?
    Confesso que desconhecia esse livro, mas achei bem interessante o assunto dele abordado. Gostei bastante d sua resenha, por ela ser bem completa e você abordar bem todos os detalhes. Só nao vou falar aqui que vou ler, por que esse período de prova na facul é muito corrido, já já deixei o nome aqui anotado. beijos

    ResponderExcluir
  7. hey, adorei tua resenha
    eu lembro que eu comecei a ler esse livro, mas achei ele tao intenso que na epoca tive que parar de ler. contudo, sou doida para voltar a ler esse livro pq PRECISO saber do final
    e fico feliz que vc tenha apreciado tanto a leitura e sua resenha me fez ter mais vontade de ler ele logo
    (aquarianos arrasam)

    perolasdelivros.blogspot.com

    ResponderExcluir
  8. Nossa, adorei sua resenha, chega me arrepiei ao ler! Fiquei super curiosa para ler ele, com uma temática tão polêmica, mas ao ler sua resenha, percebemos um toque de ternura no livro!!! Entrou para a lista de livros para ler! Abraços

    ResponderExcluir
  9. Curiosidade e desejo são os sentimentos que me resumem agora, depois de ler essa Maravilhosa resenha que envolveu meu coração, minha mente e minha alma a ler esse livro. Eu achei simplesmente fantástico o modo que você descreveu o amor entre essas duas pessoinhas que são irmãos. Para falar a verdade já quero esse livro para mim, como uma boa aquariana vou me entregar por inteiro nessa história. Parabéns ❤️

    ResponderExcluir
  10. Gostei de conhecer a obra. É sempre interessante ver quando um autor consegue tratar um tema como esse da maneira correta, com seriedade. Fiquei curioso para ler :D

    ResponderExcluir
  11. Ótima resenha, afinal nos mostra que o livro não se baseia apenas no tema incesto de forma a criar polêmica, e sim tem base sólida e todo um contexto no qual se insere. Já li outra resenha também positiva sobre a obra, e também já li uma outra obra que também tratava do mesmo tema. Realmente é necessário se envolver com os personagens pra entender o que se passa na vida deles. Nossa cultura é tão diferente que assusta um tema como esse, mas percebo que é um livro que vale muito à pena ser conferido.
    *☆* Atraentemente *☆*

    ResponderExcluir
  12. Oi.

    Eu também favoritei este livro. Li ano passado, e até hoje eu penso nele, em sua história. Foi um livro que me emocionou muito, e me fez chorar que nem bebê. Eu não canso de dizer o quanto ele é maravilhoso, apesar do tema, que muitos podem não gostar. Mas digo para olharem além do incesto, ver uma outra crítica que a autora quis mostrar por traz das ações dos irmãos. Adorei a resenha, meus parabéns!!

    ResponderExcluir
  13. Lendo o resenha dá pra sentir que a história é emocionante, uma família que está quase desequilibrada, o pai foi embora, a mãe bebe, e só resta os dois irmãos pra cuidar dos irmãos mais novos. E ainda surge esse sentimento entre esses dois irmãos, a autora trouxe um tema polêmico na história. Alice você está certa o amor pode surgir onde menos se espera. Bjs.

    ResponderExcluir
  14. Eu fico até tocada e confusa quando logo no começo da resenha você fala sobre incesto, mas diz que o livro é lindo. Já deixa bem mais interessante. Que história tensa! Num todo. Começa com um pai maldoso que vai embora para outra família, além da mãe perturbada que tem problemas etílicos e culpa o filho =( que denso. Maya e Lochan precisaram virar adultos e pais dessas crianças (irmão) deles né? É engraçado como nos assustamos por ser incesto, mas de fato, parece tão certo. Aparentemente o amor deles surge de forma vagarosa e linda, como se não fosse algo tão grandioso. Não sabia que incesto é crime em Londres. Essas punições para o amor assim =\ rola mesmo esse misto de sentimentos né? Difícil julgar o que nao sentimos. O livro parece ter acertado em cheio! Grandioso e excelente resenha. Sempre me apaixono mais

    ResponderExcluir
  15. Oi. Eu não conheço a obra mas me senti atraída a ler. Você coloca de uma forma simples e deixou o título que já é atrativo ainda mais proibido. Não conhecia seu blog, mas gostei da forma que voc~e escreve. Voltarei.

    ResponderExcluir
  16. Gente do céu que resenha gigante! hahaah
    O texto ficou legal, mas achei que você demorou MUITO pra começar a falar sua opinião.
    Colocar o resumo em cima e depois praticamente reescrever embaixo não foi a melhooor ideia do mundo, mas o texto está bem escrito.

    ResponderExcluir
  17. Eu estou LOUCA para ler esse livro. É um tabu bem forte, mas que penso igual você, se realmente é amor, tem consentimento de ambas parte por que é tão banal na sociedade? O importante não é ser feliz? Se podemos amar livremente, eles que sejam também! São irmãos, se amam e merecem ser feliz igual qualquer estranho que se apaixona por outro.

    ResponderExcluir
  18. Nossa, sem dúvida um assunto muito polêmico. A autora, sem dúvida, foi muito corajosa (se não audaciosa) em tecer uma trama como essa temática. Muito boa a resenha, bem desenvolvida e fala muito do livro sem dar spoiller, atiçando a curiosidade (pelo menos eu fiquei bem curiosa). Parabéns pelo post. ^_^

    ResponderExcluir
  19. Já tinha ouvido falar do livro e não curti muito a ideia de se tratar de um incesto. Uma booktuber que eu respeito bastante falou sobre ele uma vez em um vídeo e ela destacou os mesmos pontos que você. Acho que a autora foi bem corajosa em trazer esse tipo de temática. Acho que só lendo para eu dar uma opinião mais contesta né? Muito boa resenha

    ResponderExcluir
  20. Oi, tudo bem?
    Quanto a sua resenha, está ficando cada vez mais perfeita, você pega o resumo geral e depois define uma opinião própria e imparcial sobre a história e os personagens. Coloca trechos da história, para que o leitor aprecie um pouco do que irá ler, entretanto sobre a história, eu achei bizarra demais. '----' No começo, enquanto eu lia sobre Maya e Lochan, gostei deles pelo fato deles serem mais maduros para a idade e personagens muito fortes, mas acho que ficou bizarro colocar incesto no meio.
    Olha, tem muitas histórias em que os protagonistas são irmãos e o autor não teve a menor necessidade de por incesto. Em fim, é minha humilde opinião, mas gostei muito da resenha.

    ResponderExcluir
  21. que historia envolvente eu ja tinha ouvido falar muito desse livro mais nao tao completo assim como li na sua resenha muito bem feita a historia pende agente né quero muito esse livro

    ResponderExcluir
  22. Olá Lice,
    Posso dizer? Li lendo o livro e li lendo sua resenha, pois você capturou a mesma coisa que eu na história. O mundo - e tudo que o habita - é contra esse amor, mas o que eles podem fazer quando o coração implora por isso? Além disso, eles tinham apoio apenas neles mesmos, pois a mãe é uma praga que não se importava com nada. Eles viviam como casal antes de querem ser e faziam isso muito melhor que outros casais.
    Beijos

    ResponderExcluir
  23. Esse livro é um que eu tenho muita curiosidade mesmo se tratando de um tema tão polêmico.
    Beijos
    Mari
    www.pequenosretalhos.com

    ResponderExcluir
  24. Nossa, nossa, nossa que história linda mas ao mesmo tempo polêmica, enquanto eu estava lendo a resenha e vi que eles eram irmãos e logo após descobrir que entre eles existem um amor maior que de irmãos, eu fui entendendo melhor e me dei conta do porque do nome do livro, quero muito ler esse livro para ver o desfecho da historia.

    http://fabiisanto.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  25. Olá!
    Adorei a sua resenha! Já tinha lido outras resenhas desse livro e estou ficando com mais vontade de ler! Já vai pra minha lista para serem lidos e quando eu o tiver, vai bem furar a fila! rsrs É uma história forte e comovente, e isso me atrai muito.

    Beijos

    https://aventureirasliterarias.wordpress.com/

    ResponderExcluir
  26. Não li ainda esse livro, mas já li alguns comentários e resenhas. O livro parece bem intenso e com um tema difícil, pouco comum. Percebi pelas suas fotos que vc faz suas leituras com um leitor digital. Eu também tenho um e simplesmente adoro.

    ResponderExcluir
  27. Olá! Esse é um livro que vou ler esse ano! Já li tantas resenhas dele, que só me deixam mais curiosa ainda! É um tema forte, polêmico mesmo. Parabéns pela sua resenha, gostei demais dos pontos que voc~e mostrou, beijos!

    ResponderExcluir
  28. Oi,
    Gostei muito da sua resenha. Deu para perceber que você gostou mesmo da história. Mas confesso que a história não chamou minha atenção, não é um livro que eu leria.
    Abrçs

    ResponderExcluir
  29. Que otima resenha!! Vou colocar na lista dos livros para ler.. seu blog é muito bom!! Parabéns e muito sucesso!!!

    ResponderExcluir
  30. Lice do céu, sou sagita com alma aquariana porque somos duas que gostamos discordar de tudo afinal não teria graça concordar com o mundo quando muita das vezes ele só nos pune injustamente nos privando da liberdade. Quanto a resenha, sabe o que mais me encantou? Foi o modo como você expressou o interesse, o carinho e o amor pela obra. É disso que o mundo anda precisando, de pessoas que leem com o coração, com a alma. Só assim conseguimos sentir o que o outro sente, o motivo para indicar x livro.
    Incesto sempre vai ser um assunto polêmico, o mundo não está preparado para deixar o amor livre sabe. Porém problemas familiares existem e eles são muitas vezes silenciosos, só por isso ser abordado no livro já despertou meu interesse. Gente, dois adolescentes tomaram as rédeas de uma família que estava a beira do colapso, como não se emocionar com isso? Eu sempre digo que não é obrigação do irmão mais velho cuidar do mais novo mas nesse caso foi questão de base, de sobrevivência. Amo o modo como você estrutura suas resenhas Lice, quero aprender a fazer postagens assim sem dar spoiler mas despertando a curiosidade no povo que nem você, hehe. Beijão e sucesso, você merece. ♥

    ResponderExcluir
  31. Oiee
    Faz meses que quero ler a obra pelo tema achei muito interessante, e ja vi muitas criticas positivas, espero conseguir ler em breve.
    Beijos

    ResponderExcluir
  32. Bem, vou dar-lhe a minha resposta sobre esta situação. Não vou dizer que eu acho que é uma linda história, nunca poderia concordar, se eu fizesse, seria um exemplo ruim para unir o irmão para se juntar como casais normais. Na verdade, o que lhes faltava era o amor de uma mãe e eles, depois transferidos para a falta de amor dos pais de uma maneira mais íntima.Então eles transferem que eles devem receber de seus pais um para o outro e confundir com amor por não ter com quem contar, vendo que a pessoa é tão difícil, confundir com o amor carnal, seja amor fraternal ou amor maternal.

    ResponderExcluir
  33. Oi, Lice!
    Adorei sua resenha! Gostei muito mais do seu ponto de vista sobre a obra do que o conteúdo em si. Eu não tenho problemas com temas polêmicos, pelo contrário, adoro (não só ler como debater, aquariana aqui tb)! Eu sou chata pra romances, mas esse me parece ter muito mais de drama, então foi pra lista. A sua sinceridade é que me ganhou. E tenho de concordar, as pessoas ficam chocadas com o incesto pq o equivalem a outra coisa, o comum é pensar em relação sexual, daí culturalmente isso é visto com maus olhos (já vi gente tendo ataques por conta de amor entre primos, quem dirá entre irmãos). A leitura já estava na lista pela curiosidade, agora está na certeza! Bj!

    ResponderExcluir
  34. Oie, tudo bem?
    Olha só, o tema desse livro não me chamou atenção nem um pouco, desculpe falar. Mas eu não sou a favor disso e não tenho a intenção de mudar.
    Vc escreve muito bem. Parabéns pelo texto, mas infelizmente não me atraiu em nada.

    ResponderExcluir
  35. Oii, tudo bem?
    Então, confesso que esse livro estava me deixando na dúvida, mas achei a sua resenha super detalhada e pude tirar uma conclusão. O tema é bem pesado e tenho pavor de incesto, mas acredito que só lendo mesmo pra saber se o livro é bom ou ruim.
    Por enquanto vou passar a dica

    ResponderExcluir
  36. Realmente falar sobre o assunto não é muito fácil, mas pelo jeito a autora soube muito bem como falar disso. Eu fiquei muito curiosa para ler o livro, a resenha já me prendeu muito. Parece ser bem emocionante!

    ResponderExcluir
  37. Olá Lice, tudo bem?
    Li este livro acho que há dois anos atrás e ele sempre se faz presente na minha vida, porque ele me marcou e me fez enxergar coisas que antes eu nem parava para refletir... A sua opinião sobre esta leitura foi magnifica. Você disse tudo e um pouco mais. Se pararmos para pensar, todos nós somos irmãos... esse negócio de leis e transgressões foram criadas pelos homens. Na minha opinião quando o amor vem, devemos apenas senti-lo e vivê-lo sem medo. Enfim.Amei sua resenha, gostei demais de sua opinião, principalmente o último parágrafo. Xero!

    ResponderExcluir
  38. Primeiro quero dizer que amei seu blog! Ele está um amor e você já ganhou mais uma seguidora! Sobre a resenha: eu amei! Já tinha ouvido falar desse livro antes mas não nunca tinha parado para prestar atenção nele!

    ResponderExcluir
  39. OOi!
    Confesso que esse é um dos temas mais tabus para mim. Não sei falar sobre, muito menos opinar. Quero muuuuito conhecer essa história, pois parece ser uma obra que envolve profundamente o leitor. E, claro, emociona. Eu não faço ideia de como a história pode terminar, o que me anima ainda mais. Resenha incrível! Assim que vi que a resenha era desse livro, fiquei até feliz pois sei que você tem o dom das palavras, e esse é um livro que desperta e muito minha curiosidade.

    ResponderExcluir
  40. Eu tinha que ter lido esse livro assim que foi lançado, quando não sabia nada do tal incesto, porque não entra na minha cabeça um enredo desses. Por mais que muita gente elogie, como você, muita gente odiou também, e não sei, acho que tendo mais pra esse lado. Que bom que a leitura te envolveu tanto assim e que o livro te marcou.

    ResponderExcluir
  41. Oi Alice, sua linda, tudo bem?
    Falar desse livro é tão difícil, lembrar desse livro doí muito. O final foi de arrancar nosso coração e até hoje ele não voltou para o lugar. Engraçado, enquanto lia, mesmo conscientemente sabendo que era errado, não conseguia enxergar o erro, era um amor tão certo, realmente não tem como fugir dessa frase. Uma história que me marcou muito e que sempre vou levar comigo. Adorei sua resenha!!!!
    beijinhos.
    cila.

    ResponderExcluir
  42. Olá!
    Nossa eu amo esse livro, é um dos meus favoritos, uma história diferente, doce e que despedaçou meu coração, sua resenha ficou ótima, me deu vontade até de ler novamente essa narrativa linda.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  43. Não li este livro, mas li várias resenhas sobre ele e como os leitores se sentiram, muitas pessoas curtiram a obra e outras não. A questão do incesto é bem polêmica seja consensual ou não. Na minha cabeça não cabe relacionamento entre intimo/sexual entre parentes, talvez por uma questão de criação. Não defendo o incesto, ainda que no reino animal eles se relacionem entre si. Mas, é uma obra que não lerei, respeito a opinião de todos. O incesto existe? O incesto existe. Tem consequências para filhos advindos de relações assim entre humanos? Sim tem. Podemos tratar de todos o tema da obra sem valorizar o incesto? Sim Podemos. Acho que o autor valoriza demais quase que sendo a favor, nada contra a posição deles, mas sou contra o incesto.

    Bjo
    Tânia Bueno

    ResponderExcluir